Quarta, 13 de Dezembro de 2017

24 HORAS

Acumulado de chuva em Miranda
chega a 150 mm e gera alerta

Nível do rio ultrapassa em sete centímetros o limite de emergência

6 DEZ 2017Por ALINE OLIVEIRA19h:25

Informação divulgada pela coordenação do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), nesta quarta-feira (6), revela que as constantes chuvas registradas no município de Miranda colocaram a defesa civil municipal em alerta. Em apenas 24 horas foram registrados 150 milímetros de chuva e o nível do rio obteve marca de 7,07 metros. 

Para controlar o nível das águas fluviais, uma régua foi afixada na base da ponte localizada sobre a BR-262, a qual registrou sete centímetros acima do número considerado emergencial. Outra informação divulgada pelo Imasul é de que o rio Miranda é o único que se mantém em elevação, com transbordamento do curso d'água alcançando bairros como o Maria do Rosário e Nova Miranda. 

“A situação está sob controle, mas temos estradas submersas na área rural”, explicou Paulo Brito, coordenador municipal da Defesa Civil.

O Rio Aquidauana, depois de atingir 7,16 metros no dia 1º de dezembro, está em declínio e hoje (6/12) seu nível é de 5,64 metros (situação considerada normal) na ponte de concreto entre Aquidauana e Anastácio. O mesmo rio, no distrito de Palmeiras (Dois Irmãos do Buriti), também apresenta-se com menor volume de água (3,37 metros), em decorrência da diminuição das chuvas na região. Esse nível também está abaixo da situação de alerta.

No encontro com as águas do Rio Nioaque (Estrada MT-738), o Rio Miranda voltou a subir, atingindo 6,16 metros nesta quarta-feira, nível de alerta. O Taquari, que na semana passada transbordou e colocou a Defesa Civil de prontidão, continua em queda, mas ainda 27 centímetros acima do nível considerado normal (4,0 metros). 

PREVISÃO INMET

De acordo com boletim do Instituto Nacional de Meteorologia, estão previstas pancadas de chuvas nos próximos três dias no município. A temperatura mínima deve ser de 24° e a máxima chega a 32° nesta quinta-feira (7). 

Leia Também