Segunda, 11 de Dezembro de 2017

BR-262

Acidente entre carro e caminhonete deixa dois mortos e quatro feridos em rodovia

Suspeita é que acidente foi causado por tentativa de ultrapassagem

6 OUT 2017Por GLAUCEA VACCARI E MARIANE CHIANEZI17h:15

Duas pessoas, sendo um homem e uma mulher, morreram em acidente entre um carro de passeio e uma caminhonete, na tarde de hoje, na BR-262, entre Campo Grande e Ribas do Rio Pardo. Vítimas ainda não foram identificadas e eram motorista e passageira do carro.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, carro Golf, com placas de Paulicéia (SP), era ocupado por cinco pessoas e seguia Ribas do Rio Pardo-Campo Grande, enquanto a caminhonete, com placas de Ribas, que era ocupada apenas pelo motorista, seguia no sentido Campo Grande a Ribas.

Tenente Xavier informou que perícia ainda será feita para apontar as causas do acidente, mas que a princípio suspeita-se de imperícia por parte do condutor da caminhonete, uma F-250, que teria tentado ultrapassagem, invadido a pista contrária e colidido no carro.

Motorista e uma passageira, que estava atrás do condutor, no banco traseiro, morreram na hora. Outras duas mulheres e uma menina de aproximadamente 3 anos foram socorridas por uma ambulância municipal de Ribas do Pardo e encaminhadas para o hospital da cidade. Não há informações sobre o estado de saúde.

Motorista da caminhonete, José Antônio, de 57 anos, sofreu ferimentos leves e também foi encaminhado ao hospital. Caminhonete saiu da pista e entrou no matagal às margens da rodovia.

Informações apuradas no local do acidente indicam que os ocupantes do veículo Golf seguiam para um velório em Camapuã. 

Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil foram ao local atender a ocorrência. Delegado de Ribas, Rafael Kenji, está no local levantando informações e auxiliado no trânsito de veículos. Ele não deu declarações a imprensa.

*Atualizada às 17h47 para acréscimo de informações

 
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)

Leia Também