Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ANO CHUVOSO

Após chuva, ônibus atola em rua não pavimentada no Cristo Redentor

Com 23 dias, abril ultrapassou volume de chuva do mesmo período de 2018

23 ABR 19 - 18h:26FÁBIO ORUÊ

Chuvas que caíram em alguns pontos de Campo Grande foram rápidas e isoladas, mas suficiente para causar alagamentos em ruas do bairro Cidade Morena. Além disso, o solo encharcado por conta das precipitações frequentes causou o atolamento de um ônibus, no Loteamento Cristo Redentor.

Morador do bairro, Rodrigo Coradini disse ao Correio do Estado que um ônibus do transporte coletivo atolou no local, na manhã de hoje. O mesmo aconteceu com outro ônibus circular há 20 dias atrás. “É só chover que tem uma série de atolamentos”, disse ele.

Além dos veículos, a chuva causa transtornos aos moradores que precisam transitar pela Rua Lourenço Alves da Costa. A área, que faz esquina com a Avenida Tereza Garcez Paim e que não é pavimentada, vira um lamaçal nos dias chuvosos.

A chuva não parou em alguns pontos da Capital e, na tarde de hoje, ela caiu no Bairro Cidade Morena, que em pouco tempo ficou com as ruas alagadas com a água invadindo as calçadas, como é possível ver em imagens enviadas por um ouvinte da Rádio Mega 94. (Veja o vídeo abaixo).

ACUMULADO

As chuvas que caíram em Campo Grande nos 23 dias deste mês foram o suficiente para ultrapassar o acumulado total de abril do ano passado. Até ontem (22), a Capital registrava 99,4 milímetros de chuva, sendo que em 2018, abril inteiro marcou 89,6 milímetros.

Conforme informações do meteorologista Natálio Abrahão, o esperado para este mês é de 105 milímetros. No mês passado choveu 145,6 milímetros na Capital e, no mesmo período do ano passado, o volume de chuva chegou a 97,4 milímetros.

CHUVA CONTINUA

Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) está com alerta para risco de chuvas intensas em 68 das 79 cidades de Mato Grosso do Sul hoje (23). Conforme o Inmet, há risco potencial de chuva entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros ao longo do dia, ventos intensos de 40 a 60 quilômetros por hora.

Bela Vista, Campo Grande, Dourados, Guia Lopes da Laguna, Maracaju, Ponta Porã, Sidrolândia e Terenos estão entre as cidades que estão sob alerta.

Em caso de rajadas de vento, é recomendado que não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada e obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Amanhã (24), a mínima continua a mesma com tempo parcialmente nublado e chuva isolada na parte da tarde e máxima de 29ºC.

A temperatura começa a subir na quinta-feira (25) com mínima de 20ºC e máxima de 31ºC com tempo parcialmente nublado com possibilidade de chuvas a tarde. Na sexta a mínima é de 21ºC sem possibilidade de chuva.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bueiro a céu aberto deixa morador indignado “parece novela"
PATRULHA DA CIDADE

Bueiro aberto deixa morador indignado “parece novela"

Mesmo sem simulador, <br>custo da CNH não deve cair
TRÂNSITO

Mesmo sem simulador,
custo da CNH não deve cair

Polícia Federal deve investigar <br>origem de arsenal
GRUPO DE EXTERMÍNIO

Polícia Federal deve investigar
origem de arsenal

Bolsonaro exonera Marcos Derzi da Sudeco
POLÍTICA

Bolsonaro exonera Marcos Derzi da Sudeco

Mais Lidas