Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

A uma semana do fim da campanha, 78 mil não se vacinaram contra a gripe

Campanha de vacinação termina na próxima sexta-feira

24 MAI 19 - 11h:48GLAUCEA VACCARI

A exatamente uma semana para o fim da Campanha de Vacinação contra a Gripe, 78 mil pessoas que fazem parte do público-alvo ainda não se imunizaram, em Campo Grande, segundo boletim divulgado hoje pela Superintendência de Vigilância em Saúde.

Campanha começou no dia 10 de abril e segue a próxima sexta-feira (31). Conforme o boletim, do dia 10 até a última quarta-feira (22), 151 mil pessoas foram vacinadas, de um total de 229 mil que fazem parte do grupo de risco, o que corresponde a uma taxa de cobertura de 65,87%.

Maior procura é por parte dos idosos, seguidos por professores, puerpéras (mulheres até 45 dias depois do parto) e crianças, todos com cobertura acima de 60%.  Policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas são o grupo com menor cobertura, atingindo apenas 16,58%.

Neste fim de semana quatro Centros Regionais de Saúde (CRS), Nova Bahia, Aero Rancho, Tiradentes e Coophavilla, continuam com a vacinação das 6h15 às 17h45, tanto no sábado quanto no domingo. O indivíduo que se enquadra nos critérios para receber a dose, deve procurar, preferencialmente, uma das 68 Unidade Básicas de Saúde para aplicação da vacina. Todas funcionam de segunda a sexta-feira e as salas de vacinação ficam abertas de acordo com o horário estabelecido para cada local. 

GRUPO DE RISCO

O público alvo é formado por crianças (de seis meses a menores de 6 anos); gestantes; trabalhadores de saúde; povos indígenas; puérperas (mulheres até 45 após o parto); idosos (a partir dos 60 anos); professores da rede pública e privada, pessoas portadoras de doenças crônicas e outras categorias de risco clínico; população privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; e funcionários do sistema prisional, além de profissionais das forças de segurança e salvamento, integrados ao grupo prioritário ainda em 2019.

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bope e Gaeco prendem três e fecham laboratório de refino de cocaína
JARDIM RADIALISTA

Operação fecha laboratório de refino de cocaína na Capital

Grupo de 167 venezuelanos chega a Mato Grosso do Sul nesta semana
INTERIORIZAÇÃO

Grupo de 167 venezuelanos chega a MS nesta semana

PROJETO

Sem restaurante, refeitório poderá ser construído na Assembleia

Pedido de deputado poderá ser reavaliado
DEBATE

Deputados divergem sobre demarcação de terrras indígenas

STF quer que a responsabilidade volte para a Funai

Mais Lidas