Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESCASSSEZ

10 dicas para economizar água

10 dicas para economizar água
12/09/2019 08:51 -


 

Pegos de surpresa com a falta de água por conta do consumo excessivo durante o período de estiagem e umidade baixa, moradores de diversos bairros de Campo Grande têm enfrentado uma série de problemas. Estoque de água e compra de galões foram as soluções encontradas por quem mora no Bairro Caiçara, região oeste da Capital, um dos atingidos pela escassez do líquido. 

Há três dias sem fornecimento normal de água, a dona de casa Gersi Cardoso, 58 anos, teve de comprar um galão, de cerca de R$ 17, para completar o pouco que estava chegando até a sua residência. 

Em uma casa próxima à de Gersi, na Rua dos Arquitetos, a também dona de casa Osvani Vieira, 45 anos, disse que não foi avisada sobre a consequente falta de água. Ela contou que o período mais crítico é a noite, quando o líquido acaba por completo. “Já faz dois dias que está assim. De dia é muito fraca e à noite acaba de vez. É um transtorno”, revelou, mostrando a fraca corrente de água que saía da torneira.

Conforme divulgado ontem pelo Correio do Estado, a estiagem de 47 dias, que durou até o dia 1º deste mês, quando choveu 5,6 milímetros, aliada ao período de tempo seco no início de setembro, fez o consumo de água aumentar em cerca de 30%. Com os reservatórios operando acima da média, a Águas Guariroba informou que, pelo menos, 40 bairros seriam afetados pelo problema de falta de água.

Confira as 10 dicas para economizar água nesse periodo de escassez: 

1. Tome banho curto;

2. Feche o chuveiro sempre que possível;

3. Mantenha a torneira fechada ao escovar os dentes;

4. Cuidado com os vazamentos;

5. Use a descarga com consciencia; 

6. Limpe a louça antes de lavar;

7. Lave as roupas com menor frequencia e maior atenção; 

8. Use a vassoura para limpar a calçada;

9. Cuide da água da piscina; 

10. Reaproveite a água da maquina de lavar para lavar a calçada. 

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.