Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DÉCADA DE 90

Prédio abandonado no Indubrasil já foi grande moinho de trigo

Produção atendia, principalmente, panificadores e indústria de massas da cidade
26/08/2015 06:00 - ROSANA SIQUEIRA


 

Quem sobrevoa o Núcleo Industrial ou visita o distrito do Indubrasil, de longe vê um grande prédio marrom abandonado. A edificação majestosa que já foi na verdade um dos maiores moinhos de trigo do país literalmente afundou. Fundado em 1993, pelo grupo Carpefe S.A com maquinário importado da Suíça e processamento de trigo de diferentes variedades, a produção do Moinho atendia o segmento industrial, principalmente a panificação e a indústria de massas e biscoitos e o segmento doméstico, produzindo farinhas de trigo especial com a marca Ideal.

O fornecimento de farinha de trigo do Moinho Campo Grande se estendia a várias regiões do Brasil. O Mato Grosso do Sul consumia 180 mil toneladas por ano e os outros Estados: Roraima, Acre, Mato Grosso, São Paulo e Paraná, consumiam 120 mil toneladas por ano.

Apesar disso o Moinho fcou caracterizado como um grande “elefante branco” no distrito. Isso porque mesmo após os investimentos do grupo mineiro, o prédio teve problemas e a construção afundou. O fato trouxe prejuízos milionários a Carpefe, como lembra o empresário do setor metalúrgico Irineu Milanesi, 74 anos, que há pelo menos 50 atua no ramo industrial e viu muito da industrialização de Campo Grande. “Por falhas nas pesquisa as variedades de trigo não tiveram boa adaptação em solo sul-mato-grossense. Além disso por problemas no solo, o prédio afundou”, destaca.

Em 1995, foi adquirido pela Santista Alimentos, empresa do grupo Bunge, atual Bunge Alimentos.

O Moinho Campo Grande foi desativado pelo grupo Bunge em outubro 1999. Hoje o prédio está condenado.

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...