Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

GOVERNO

Vice-presidente do Uruguai renuncia após escândalo por uso de cartões

Sendic renunciou depois de uma decisão do Tribunal de Conduta Política de seu partido

9 SET 17 - 12h:16FOLHAPRESS

O vice-presidente do Uruguai, Raúl Sendic, apresentou sua renúncia "indeclinável" ao cargo neste sábado (9), depois de se ver envolvido em um escândalo pelo uso de cartões corporativos oficiais e um título acadêmico que não tinha.

"Apresentei ao plenário da Frente Ampla (partido do governo) minha renúncia indeclinável à vice-presidência. Comuniquei também ao presidente Tabaré Vázquez", anunciou Sendic no Twitter, depois de uma reunião com o partido.

Sendic renunciou depois de uma decisão do Tribunal de Conduta Política de seu partido, a esquerdista Frente Ampla, que destacou que "o quadro geral apresentado pelos atos descritos" do agora ex-vice-presidente "não deixa dúvidas de um modo de atuar inaceitável no uso de dinheiro público".

Sua atuação "compromete sua responsabilidade ética e política, com o descumprimento reiterado de normas de de controle", afirma um comunicado.

Em um vídeo filmado durante a plenária, realizada a portas fechadas neste sábado na sede do partido governista em Montevidéu para abordar o caso, Sendic chamou a decisão do tribunal partidário de "desproporcional" e "infundada". Ele disse que "não há provas" de que cometeu irregularidades.

"Diante desta situação, frente a este conjunto de manobras, de deslealdades", das quais acusa os companheiros de partido, Sendic afirmou: "Venho (...) colocar à disposição de vocês a vice-presidência, venho aqui renunciar à vice-presidência da República".

Sendic, 55 anos, é filho de Raúl Sendic, um dos fundadores da guerrilha Movimento de Libertação Nacional MLN-Tupamaros, que atuou no Uruguai nos anos 1960 e 1970. Ele foi escolhido por Vázquez para integrar a chapa presidencial que venceu a eleição em 2014 e assumiu o cargo em 2015.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bolsonaro veta bagagem gratuita em voos domésticos, diz Planalto
FRANQUIA

Bolsonaro veta bagagem gratuita em voos domésticos, diz Planalto

Hackers devem ser presos, diz ministro do STF sobre invasão de celular
MENSAGENS VAZADAS

Hackers devem ser presos, diz ministro do STF sobre invasão de celular

MAL-ESTAR

Ex-presidente egípcio morre durante audiência em tribunal

BRASIL

Relatório do Vaticano para encontro de bispos cogita padres casados na Amazônia

Mais Lidas