Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Negócios

Troca de papéis da Vale atinge
84% das ações preferenciais

12 AGO 17 - 11h:36Folhapress

A Vale informou nesta sexta-feira (11) que obteve o número necessário de adesões de investidores à conversão de suas ações para a reorganização societária que vai pulverizar o capital da companhia.

Segundo a empresa, detentores de um volume equivalente a 84,4% das ações preferenciais aceitaram trocar os papéis por ações ordinárias (com direito a voto). O mínimo necessário para dar prosseguimento ao processo era 54,09%.

Cada ação preferencial será convertida em 0,9342 ação ordinária. A ideia é que as preferenciais deixem de existir, atendendo condição para listagem no Novo Mercado da Bolsa de São Paulo (B3), de governança mais rígida.

Para especialistas, a mudança deve atrair mais investidores estrangeiros, o que deve impulsionar a cotação das ações ordinárias da mineradora.

Aqueles que quiseram manter a ação preferencial poderão ter dificuldade de vender o papel, afirma Pedro Galdi, analista-chefe da Magliano Corretora.

"O acionista vai ficar com um papel pouco negociado. Quando ele quiser vender, pode não encontrar quem compre", ressalta.

BLOCO DE CONTROLE
A proposta prevê ainda a incorporação da Valepar, controlada por Bradesco, Mitsui e os fundos Funcef, Previ (Banco do Brasil), Petros (Petrobras) e Funcesp (Cesp), à Vale, eliminando o bloco de controle.

O acordo limita a 25% a participação máxima de um único acionista na empresa. O investidor que quiser ter mais do que isso terá de fazer oferta para comprar a fatia de todos os demais.

Para acionistas, a medida reduzirá a possibilidade de interferência política na mineradora, que, desde a privatização, há 20 anos, vem sofrendo pressões por nomeação de executivos e pela realização de investimentos.

A operação enfrentou resistências de grupos de minoritários e de participantes de fundos de pensão, que chegaram a questionar a mudança na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Os fundos veem na operação uma chance de levantar dinheiro com a venda das ações da mineradora, que era dificultada pelo acordo de acionistas.

Para a Previ, por exemplo, a mudança era considerada essencial para viabilizar o pagamento de aposentadorias.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

LOTERIAS MILIONÁRIAS

Quina de São João pode pagar R$ 140 milhões; Mega-Sena acumula

Trump diz que pode começar "grande deportação" em duas semanas
ESTADOS UNIDOS

Trump diz que pode começar "grande deportação" em duas semanas

PARADA GAY

Famílias marcam presença na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo

Tema em 2019 é "50 anos de Stonewall", recordando violência policial
Filho de Luciano Huck sofre<br> acidente e é operado no Rio
ACIDENTE NO MAR

Filho de Luciano Huck sofre acidente e é operado no Rio

Mais Lidas