Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

alerta

Trabalhar mais de 55 horas semanais aumenta risco de enfarte, mostra estudo

Uma longa semana de trabalho também aumenta o risco de doenças cardíacas em 13%

20 AGO 15 - 11h:30Agência Brasil

Trabalhar 55 horas ou mais por semana aumenta em 33% o risco de enfarte, quando se compara com uma jornada de 35 a 40 horas semanais, mostra estudo divulgado hoje (20).

Com base em investigações envolvendo 528.908 homens e mulheres, seguidos durante 7,2 anos, o aumento do risco de enfarte mantinha-se mesmo quando se retirava o consumo de cigarro e álcool e a atividade física.

Publicado pela revista The Lancet, o estudo conclui que, em comparação com pessoas que têm uma semana regular, aqueles que trabalham entre 41 e 48 horas tinham um risco acrescido de 10%, enquanto os que trabalham entre 49 horas e 54 horas enfrentam risco extra de 27%.

No caso de a pessoa trabalhar 55 horas ou mais por semana, o risco de enfarte aumenta 33%, indica o estudo.

Uma longa semana de trabalho também aumenta o risco de doenças cardíacas em 13%, mesmo levando-se em conta fatores de risco como a idade, o gênero e o nível socioeconômico.

Os pesquisadores constataram que a baixa atividade física, o elevado consumo de álcool e o estresse frequente elevam o risco.

“Os profissionais de saúde deveriam estar conscientes de que trabalhar longas horas está associado a um significativo aumento do risco de enfarte e, possivelmente, de doenças cardíacas”, diz ainda o estudo.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Câmara dos Deputados debate sobre reforma da previdência para iniciativa privada
DIVERGÊNCIAS

Câmara dos Deputados debate sobre reforma da previdência para iniciativa privada

Plenário terá oito MPs para <br> analisar na próxima semana
CÂMARA DOS DEPUTADOS

Plenário terá oito MPs para analisar na próxima semana

TRÂNSITO

Túnel acústico é reaberto parcialmente no Rio após desabamento

REELEIÇÃO

Bolsonaro parabeniza primeiro-ministro da Austrália por vitória

Mais Lidas