Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

momento crítico

Temer viaja ao Rio para acompanhar
operação de segurança

30 JUL 2017Por FOLHAPRESS14h:18

Às vésperas da votação na Câmara que vai analisar uma denúncia contra ele, o presidente Michel Temer decidiu viajar neste domingo (30) ao Rio de Janeiro para acompanhar a operação de segurança pública no Estado e fazer um sobrevoo na região. O embarque da comitiva presidencial estava previsto para às 13h30 (de Brasília).

Na sexta-feira (28), o governo autorizou o uso de Forças Armadas no Rio até o fim de ano.

Segundo auxiliares, o presidente quer ter acesso ao relatório da operação e, em razão da agenda, deve cancelar a reunião no Palácio do Jaburu que estava prevista para as 18h deste domingo.

No encontro, com ministros e líderes da base do governo, Temer pretendia tratar do mapa de votos para a sessão marcada para quarta (2) na Câmara. O presidente tem trabalhado para conseguir pelo menos 250 dos 513 votos em plenário para impedir que a denúncia por corrupção passiva contra ele chegue ao Supremo Tribunal Federal.

O discurso de Temer, considerado otimista demais até por assessores próximos, é de que, se alcançar esse número, seu governo ganha força para votar a reforma da Previdência até o fim de agosto.

Durante as últimas semanas, o presidente lançou mão de todas as fichas para garantir o apoio de deputados a seu favor.

Liberou mais de R$ 4 milhões em emendas parlamentares somente entre junho e julho, fez reuniões com centenas de deputados e senadores e apostou no espírito de corpo, com o discurso de que a PGR (Procuradoria-Geral da República) quer acabar com a classe política.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também