Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Presidente

Temer se reúne com ministros neste sábado para avaliar meta fiscal

12 AGO 17 - 17h:20FOLHAPRESS

Prestes a anunciar alterações na meta fiscal deste e do próximo ano, o presidente Michel Temer se reúne neste sábado (12) com os ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira (Planejamento) e Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo).

Apesar da reunião no fim de semana, o governo mantém a informação de que as mudanças na expectativa da meta fiscal devem ser anunciadas apenas na segunda-feira (14).

Havia uma expectativa de que o anúncio fosse feito na última semana, mas foi adiado porque o governo ainda precisa fechar os últimos detalhes sobre medidas de redução de despesas.

Após reunião na quarta-feira (9), entre Temer e seus auxiliares, o cenário traçado era o de que, diante das sucessivas frustrações de receitas, seria preciso ampliar o deficit deste ano de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões e, para o próximo ano, de R$ 129 bilhões também para R$ 159 bilhões.

A equipe econômica ainda busca novas projeções de receita para o ano que vem, pois insiste que o deficit de 2018 precisa ficar abaixo de 2017 para sinalizar ao mercado uma trajetória de controle do rombo do Orçamento. A Fazenda defende o aumento de alguns impostos para ampliar a arrecadação do ano que vem.

Pelo lado dos gastos, o governo congelará salários de servidores em 2018 para economizar R$ 9,8 bilhões. Serão atingidos professores, militares, policiais, auditores da Receita Federal, peritos do INSS, diplomatas e oficiais de chancelaria e carreiras jurídicas. Outras categorias poderão ser incluídas.

Além disso, o salário inicial de novos servidores ficará restrito a R$ 5.000 e haverá corte de benefícios como auxílio-moradia e ajuda de custo em casos de remoção.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

AMEAÇA MUNDIAL

EUA dizem que coronavírus é ameaça séria, mas que não houve novos casos no país

Autoridades informaram que não houve "por ora" novos casos
Ministro da Saúde confirma caso suspeito de coronavírus em Minas
ALERTA

Suspeita de coronavírus em Minas é confirmada, ministro diz que risco é "iminente"

Bolsonaro diz que governo vai apurar falhas no Enem e que não descarta sabotagem
INVESTIGAÇÃO

Bolsonaro diz que governo vai apurar falhas no Enem e que não descarta sabotagem

Secretário executivo da Casa Civil é destituído por usar avião da FAB
MINISTRO INTERINO

Secretário executivo da Casa Civil é destituído por usar avião da FAB

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião