Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

1 a 1

Sport volta à Ilha do Retiro mas só empata com a Ponte Preta

Diego Souza marcou para os pernambucanos no 1º tempo, mas Borges empatou

16 AGO 15 - 18h:30TERRA

Após  45 dias o Sport voltou a jogar na Ilha do Retiro ao lado do torcedor. No entanto, a propagada força dos pernambucanos não foi atestada neste domingo. Apesar de ter aberto o placar antes mesmo dos dez minutos de jogo, com Diego Souza, o Leão perdeu diversas chances ao longo dos noventa minutos e possibilitou o empate da Ponte Preta, que marcou a nove minutos do fim com o atacante Borges. O resultado de 1 a 1 manteve a Macaca em nono lugar e impediu o Sport de voltar ao G4, permanecendo na sétima posição.

Nem o retorno ao tradicional estádio do Sport fez o time reencontrar as vitórias. Agora já são cinco partidas sem vencer no Brasileirão, um dos primeiros números negativos de Eduardo Baptista no comando da equipe. Após Palmeiras e Cruzeiro, a Ponte Preta é apenas a terceira equipe a arrancar pontos do Sport no Recife.

Na próxima rodada, o Sport visita o Figueirense, que segue ameaçado pela zona de rebaixamento. Já a Ponte Preta, que segue sem perder sob o comando de Doriva e busca se adaptar o mais rapidamente possível aos conceitos do técnico, recebe o Grêmio, equipe em franca ascensão no campeonato, em jogo no Moisés Lucarelli.

Sport abre placar antes dos 10 minutos em jogada de futsal 
Os times ainda se estudavam dentro de campo quando os donos da camisa abriram o placar. O lateral Renê esticou passe para o campo de ataque, André fez o corta luz e Diego Souza dominou em direção a área. Após tabela rápida entre os dois, André rolou para o meia concluir com o gol livre e abrir o placar aos 9 minutos do primeiro tempo.

O gol no início deu mais confiança ao Sport, que voltando à Ilha do Retiro não abriu mão do ataque em minuto sequer durante a etapa inicial. A Ponte Preta chegou pela primeira vez apenas aos 22 minutos, quando Cesinha cruzou da direita e Bady desviou de cabeça assustando o goleiro Danilo Fernandes.

O Leão quase ampliou quando o relógio já apontava os 34 minutos. Élber fez jogada individual pela direita e passou por Renato Chaves, mas foi bloqueado por Pablo, que chutou sem olhar e por pouco não marcou gol contra. Marcelo Lomba se esticou para evitar o segundo gol. Antes do fim da primeira etapa, Borges teve chance de empatar, mas chutou por cima.

Ponte não se acua e Borges empata jogo a nove minutos do fim 
Na volta do intervalo, a Ponte Preta parece ter levado um ‘choque’ do técnico Doriva. O time da Ponte retornou dos vestiários pilhado, ligado, e logo aos 12 minutos quase empatou o placar com Borges, que cabeceou por cima do gol de Danilo. Com a entrada do atacante Keno, o time ganhou mais mobilidade e se soltou no campo de ataque.

Aos 17 minutos, Keno fez a primeira jogada de efeito na partida e rolou para Bady, que já na pequena área exagerou na força e chutou por cima do gol, perdendo uma chance clara de gol. Como se fosse castigo, André ficou cara a cara com Marcelo Lomba aos 20, mas exagerou no preciosismo e perdeu a chance de ampliar a vantagem.

Nem a entrada do atacante Hernane, que marcou dois gols contra o Corinthians no meio da última semana, foi capaz de dar ao Sport uma maior presença na área adversária. Pelo contrário. Exatos dez minutos após a ida do ‘Brocador’ a campo, foi Borges quem mostrou eficiência. Após cruzamento de Gilson, o camisa 9 aproveitou a liberdade oferecida pela zaga e testou para empatar.

Nos minutos finais, o Sport tentou apertar em busca da vitória, mas não conseguiu ser eficaz à exemplo da Macaca. A equipe de Eduardo Baptista, técnico a mais tempo no comando de um time no futebol brasileiro, segue com retrospecto de apenas duas vitórias nos últimos dez jogos.

FICHA TÉCNICA

SPORT 1 x 1 PONTE PRETA

Local: estádio Ilha do Retiro, em Recife (PE)

Data: 16 de agosto de 2015, domingo

Hora: 16h (de Brasília)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)

Assistentes: Clóvis Amaral da Silva e Francisco Bezerra Júnior (ambos de PE)

Público: 15.595 presentes

Renda: R$ 398.030,00

Gols: Diego Souza, aos 9 minutos do primeiro tempo (Sport); Borges, aos 36 minutos do segundo tempo (Ponte Preta)

SPORT: Danilo Fernandes, Ferrugem, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Marlone (Neto Moura), Diego Souza e Élber (Régis); André (Hernane)

Técnico: Eduardo Baptista

PONTE PRETA: Marcelo Lomba, Rodinei, Renato Chaves, Pablo e Gilson; Fernando Bob, Elton e Bady (Felipe); Cesinha (Leandrinho), Felipe Azevedo (Keno) e Borges

Técnico: Doriva

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CASO COAF

Justiça do Rio julga hoje habeas de Flávio Bolsonaro contra quebra de sigilo

TELECOMUNICAÇÃO

Acordo vai encerrar cobrança de roaming em países do Mercosul

39 QUILOS DE COCAÍNA

Defesa volta a pedir acesso à investigação sobre sargento da FAB

RASTRO DE DESTRUIÇÃO

Recuperação de cidade afetada por rompimento de barragem na BA poderá levar meses

Mais Lidas