Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

Orquestra Sinfônica Brasileira

Sem salários há sete meses, músicos da OSB se apresentam para arrecadar fundos

Músicos promovem concertos durante o final de semana para garantir a existência da orquestra

4 JUN 2017Por G107h:00

Sem receber salários há sete meses, os integrantes da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) organizam dois concertos neste fim de semana, no Rio de Janeiro. O objetivo é arrecadar fundos para os músicos. Pela primeira vez, após 77 anos de existência, a Orquestra corre o risco de acabar porque perdeu patrocinadores e o apoio do Governo Federal.

Neste sábado (3), a apresentação acontece na sala Leopoldo Miguez, na Escola de Música da UFRJ, às 17h. A contribuição da entrada é livre, o público paga o quanto puder. No domingo (4), o concerto acontece na Sala Cecília Meireles, também às 17h, com entrada custando R$ 50 (inteira). Todo valor arrecadado pelas bilheterias será destinado aos músicos.

"Os músicos estão em uma situação dramática, pessoal. Com contas atrasadas, CPFs sujos. Com problemas que qualquer um passa quando não recebe salário", destacou o violinista e presidente da comissão de músicos da orquestra, Nikolay Sapoundjiev.

Desde 1940, quando foi fundada, a Orquestra Sinfônica Brasileira já realizou mais de cinco mil concertos. A crise financeira que atinge o país e o Rio de Janeiro fizeram sumir os patrocínios que ajudavam a sustentar os músicos.

"É um momento que estamos dando as mãos e com a maior energia para levar essa música maravilhosa para o público e como sensibilizar a iniciativa privada", contou Roberto Tibiriçá, ex-maestro da OSB.


 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também