Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CEARÁ

Radialista é assassinado no meio de programa

Radialista é assassinado no meio de programa
08/08/2015 06:00 - BAND


 

O radialista Gleydson Carvalho foi assassinado a tiros na tarde de quinta-feira (6) na sede da Rádio Liberdade FM, localizada em Camocim, no Ceará. De acordo com o portal Comunique-se, ele estava apresentando o programa “Liberdade em Revista”, quando dois homens invadiram o estúdio e efetuaram os disparos.

Os assassinos mentiram para entrar na emissora, alegando que fariam um anúncio. Em seguida, acabaram rendendo a recepcionista e invadiram o estúdio.

Gleydson foi atingido com um tiro na cabeça e outros dois no peito. O radialista chegou a ser encaminhado ao Hospital Deputado Murilo Aguiar, mas não resistiu.

Uma dupla de suspeitos foi detida, mas liberada por não ser possível confirmar seu envolvimento no caso, segundo o jornal O Povo. A polícia local segue investigando o crime.

Gleydson era conhecido por fazer denúncias contra políticos da região.

Este é o terceiro caso de homicídio de radialistas apenas neste ano. Há pouco menos de dois meses, Francisco Rodrigues de Lima foi assassinado quando estacionava o carro próximo à rádio FM Monte Mor. Na ocasião, também dois homens se aproximaram em um moto e disparam. O caso aconteceu na cidade cearense de Pacajus.  Em março, em Brejo Santo, o radialista Patrício Oliveira, que trabalhava na Sul Cearense AM, foi morto enquanto trafegava de moto no centro da cidade, após deixar o trabalho.

Felpuda


As conversas vêm acontecendo muito, mas muito reservadamente mesmo, e dão conta de que suplente poderá receber convocação, assumir a titularidade do cargo e por lá ficar por tempo indeterminado. Como é óbvio, tem gente jurando que nunca ouviu nem sequer falar sobre o assunto. O motivo não seria nada ligado a possíveis atos de irregularidades, mas sim por problemas de ordem pessoal.