Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CEARÁ

Radialista é assassinado no meio de programa

8 AGO 15 - 06h:00BAND

O radialista Gleydson Carvalho foi assassinado a tiros na tarde de quinta-feira (6) na sede da Rádio Liberdade FM, localizada em Camocim, no Ceará. De acordo com o portal Comunique-se, ele estava apresentando o programa “Liberdade em Revista”, quando dois homens invadiram o estúdio e efetuaram os disparos.

Os assassinos mentiram para entrar na emissora, alegando que fariam um anúncio. Em seguida, acabaram rendendo a recepcionista e invadiram o estúdio.

Gleydson foi atingido com um tiro na cabeça e outros dois no peito. O radialista chegou a ser encaminhado ao Hospital Deputado Murilo Aguiar, mas não resistiu.

Uma dupla de suspeitos foi detida, mas liberada por não ser possível confirmar seu envolvimento no caso, segundo o jornal O Povo. A polícia local segue investigando o crime.

Gleydson era conhecido por fazer denúncias contra políticos da região.

Este é o terceiro caso de homicídio de radialistas apenas neste ano. Há pouco menos de dois meses, Francisco Rodrigues de Lima foi assassinado quando estacionava o carro próximo à rádio FM Monte Mor. Na ocasião, também dois homens se aproximaram em um moto e disparam. O caso aconteceu na cidade cearense de Pacajus.  Em março, em Brejo Santo, o radialista Patrício Oliveira, que trabalhava na Sul Cearense AM, foi morto enquanto trafegava de moto no centro da cidade, após deixar o trabalho.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MUDANÇA CLIMÁTICA

Geleira na Patagônia chilena se rompe com aquecimento nos Andes

INTOXICAÇÃO

Apartamento no Chile onde família morreu não passava por vistoria há 15 anos

REFORMA

Secretário da Previdência diz que Câmara votará reforma no 1º semestre

Expectativa é de que Senado vote o tema no segundo semestre
Não há como afirmar quando talude cederá, diz Defesa Civil
BARÃO DE COCAIS

Não há como afirmar quando talude cederá, diz Defesa Civil

Mais Lidas