Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

Presidente russo

Putin diz que nunca tem dias ruins porque "não é uma mulher"

7 JUN 2017Por G120h:00

O presidente russo, Vladimir Putin, declarou em uma entrevista que ele “nunca tem dias ruins porque não é uma mulher”. A frase foi pronunciada durante a filmagem de “The Putin Interviews”, documentário de entrevistas realizado pelo diretor vencedor de três prêmios Oscar Oliver Stone.

No filme, Putin relata de numerosos temas, como questões geopolíticas globais, críticas aos Estados Unidos, o caso de Edward Snowden e também assuntos ligados ao seu cotidiano. Como a ausência de dias ruins que derivaria do fato de ser homem. "Não quero insultar ninguém, mas essa é a natureza das coisas. Existem alguns ciclos naturais”, salientou o presidente russo.

No documentário, Stone encontrou repetidas vezes Putin entre Julho de 2015 e Fevereiro de 2017. Sua intenção era fornecer ao público uma visão da vida real de um dos mais poderosos, e misteriosos, líderes do mundo.

Entre outros assuntos, Putin explicou como a Rússia ofereceu asilo político para o ex-funcionário dos serviços de inteligência dos EUA, Edward Snowden, pois “ele é uma pessoa que quer lutar contra as violações dos direitos humanos”.

Sobre sua vida cotidiana, Putin mostrou para Stone sua paixão pelo hóquei no gelo e como ele treina seus músculos em uma máquina de exercícios. Ele contou que levanta pesos e nada em uma piscina todos os dias.

O presidente russo também afirmou que em seu país não há nenhuma restrição ou lei discriminatória contra homossexuais, comparando a Rússia com alguns países islâmicos onde, segundo ele, os gays poderiam ser condenados a morte.

Mas perguntando sobre se ele tomaria banho em um submarino ao lado de um homem gay, o líder russo respondeu, rindo: "Bem, eu prefiro não ir ao banheiro junto com ele. Por que provocá-lo? Mas você sabe, eu sou um mestre de judô”.

Voltando à política internacional, Putin deixou claro que nenhum programa antimíssil desenvolvido pelos Estados Unidos conseguiria proteger todo o território americano . “Já que hoje nenhum escudo antimíssil deixaria o território dos EUA protegido, em caso de uma guerra nuclear entre as duas potências ninguém sobreviveria”, salientou o presidente russo.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também