ENCCEJA

Publicado edital voltado a presos <br>e jovens sob medida socioeducativa

Inscrições dos participantes deverão ser feitas por responsáveis pedagógicos
15/08/2017 12:50 - Portal Brasil


 

O edital do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa (Encceja Nacional PPL) 2017 foi liberado nesta terça-feira (15).

As unidades interessadas em aplicar o exame deverão ser indicadas pelos órgãos de administração prisional e firmar termo de adesão, responsabilidade e compromissos com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), entre 22 de agosto a 1º de setembro. 

As inscrições dos participantes deverão ser feitas pelos responsáveis pedagógicos indicados por cada unidade prisional e socioeducativas, entre 28 de agosto a 8 de setembro.

Para participar é necessário ter, no mínimo, 15 anos de idade, para quem busca a certificação do Ensino Fundamental, e 18 anos, para quem busca a certificação do Ensino Médio.

As provas serão realizadas nos dias 24 e 25 de outubro. O Exame será dividido em quatro provas objetivas, por nível de Ensino, e uma redação.

Saiba quais são as áreas avaliadas:

Ensino Fundamental

a) Prova I – Ciências Naturais;
b) Prova II – História e Geografia;
c) Prova III – Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação;
d) Prova IV – Matemática.

Ensino Médio

a) Prova I – Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
b) Prova II – Ciências Humanas e suas Tecnologias;
c) Prova III – Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação;
d) Prova IV – Matemática e suas Tecnologias.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".