Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

IBGE

Produção industrial fica estável em junho

Nos seis primeiros meses do ano, o setor acumulou alta de 0,5%

1 AGO 2017Por G111h:15

Após dois meses seguidos de alta, a produção da indústria brasileira ficou estável em junho ante o mês anterior, com variação nula (0,0%) na série sem influência sazonal, mostram dados divulgados nesta terça-feira (1º) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nos seis primeiros meses do ano, o setor acumulou alta de 0,5%. Foi o melhor fechamento do semestre desde 2013, quando a variação acumulada no ano ficou em 3%.

Em relação a junho do ano passado, a atividade do setor também avançou 0,5% (com ajuste sazonal). Foi a segunda alta seguida nesta base de comparação. Ainda assim, essa expansão foi bem menos intensa que o avanço de 4,1% em maio.

A taxa acumulada nos últimos 12 meses recuou 1,9% até junho, um ritmo de queda menor que o iniciado em junho de 2016, quando a produção caiu 9,7%, de acordo com o IBGE.

Destaques de junho

Segundo o IBGE, a atividade industrial teve predomínio de resultados negativos, com 12 dos 24 ramos pesquisados em queda. As principais influências vieram de veículos automotores, reboques e carrocerias (-3,9%), produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-9,2%) e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-1,7%).

Na outra ponta, entre os nove ramos que ampliaram a produção em junho, o melhor desempenho para a média do índice veio de produtos alimentícios (4,5%), a segunda alta seguida, acumulando expansão de 7,8%. Outros destaques vieram de indústrias extrativas (1,3%), de máquinas e equipamentos (2,0%) e de bebidas (1,7%).

Leia Também