Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

REVOLTA

Polícia procura pais de menino encontrado morto em freezer

6 SET 15 - 08h:58G1

O Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) solicitou imagens do circuito interno do prédio onde fica o apartamento no qual o corpo de um menino foi encontrado morto dentro de um freezer nesta sexta-feira (4). Vizinhos ouvidos pelo G1 afirmam que o padrasto, a mãe e as irmãs da vítima saíram do prédio há dois dias.

O prédio fica na Rua Santo Amaro, na região central de São Paulo. Segundo o boletim de ocorrência, o menino teria aparentemente cinco anos e vivia com a mãe, o padastro de 26 anos e duas irmãs. Os pais e as meninas não foram encontrados e o DHPP investiga o caso. A Secretaria da Segurança Pública não divulgou o nome do menino.

A família era dona de uma bomboniere no térreo do edifício e morava no primeiro andar. Por volta das 18h40 de sexta, vizinhos ligaram para a polícia para verificar se havia algo estranho no apartamento.

O primo do padrasto do menino contou à polícia ter estranhado o fato de o vendedor de 26 anos deixar de abrir a bomboniere. Ele foi até o apartamento e, na porta, sentiu um cheiro muito forte. O homem chamou o proprietário do imóvel e lá encontraram, no freezer, o corpo do menino enrolado em um lençol e em sacos plásticos, segundo o boletim de ocorrência.

Segundo o primo, o menino era filho da companheira do vendedor. Agentes da Polícia Técnico-Científica foram acionados para fazer perícia.

Vizinhos
Os vizinhos da família colaram cartazes neste sábado (5) na porta da bomboniere pedindo justiça. As mensagens desejavam também que o menino "descanse em paz".

O morador do prédio Marco Amorim contou ter sentido um cheiro forte vindo do apartamento nos dois últimos dias. "A gente passava e sentia um cheiro insuportável", disse. Ele contou que, no início da semana, viu o padrasto do menino esvaziando a geladeira de sorvetes da bomboniere e levando para dentro do apartamento.

O vizinho afirmou ainda que "cansou de reclamar para a síndica" do choro das crianças. "Era toda noite", completa sua esposa, Sâmara Silvestre. O casal contou que o menino já havia ido para o Conselho Tutelar após denúncias de maus-tratos de uma professora.

Sâmara disse que, nesta sexta-feira, quando o proprietário do apartamento foi tentar entrar, ele não conseguiu. "Trocaram a fechadura."

Renata Daniele Fernandes era colega da família e fornecia doces para a bomboniere. Ela mora no prédio vizinho, e contou que a mãe falava que o menino "dava muito trabalho" e ela queria mandá-lo de volta para a África do Sul, de onde a família era. As duas meninas pequenas nasceram no Brasil.

O filho de Renata costumava brincar com o menino. Segundo ele, a criança dizia que o sonho dela era ser jogador de futebol e comprar uma casa na praia para a mãe. Outro morador do prédio, Jorge Pantoja disse que a família era querida pelos vizinhos. "Todo mundo adorava o cara. Ele era muito bacana".

Maria Célia Moreira já trabalhou na Escola Estadual Paulo Machado de Carvalho, onde o menino estudava. Ela relata que, no ano passado, houve um comunicado ao Conselho Tutelar sobre o menino e ele acabou levado para um abrigo.

"Eu não sei como que devolveram ele para os pais. Não era para ter sido devolvido, devolveram uma vez, e aí comunicamos ao abrigo que o menino estava chorando, queria voltar para o abrigo, e ele voltou para abrigo. É a mãe que batia. É um absurdo uma coisa dessa, de a gente ficar chocado. Nós percebemos que ele estava sendo mal tratado. Era um menino muito lindo, muito doce".

O Conselho Tutelar afirmou ao G1 que só consegue informação sobre o caso na terça-feira (8). A Secretaria Municipal de Direitos Humanos disse que vai apurar se houve atendimento ao menino e o que aconteceu.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

INTERNACIONAL

Ao menos 23 detentos morrem em rebelião em presídio na Venezuela

INDÚSTRIA, COMÉRCIO E SERVIÇOS

Entidades assinam manifesto pró-reforma da Previdência

Anac suspende todas as operações da Avianca Brasil
RECUPERAÇÃO JUDICIAL

Anac suspende todas as operações da Avianca Brasil

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Tribunal da Lava Jato bloqueia bens do MDB e do PSB

Mais Lidas