Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Violência

Polícia mata traficante Playboy, o mais procurado do Rio de Janeiro

8 AGO 15 - 17h:21FOLHAPRESS

A polícia do Rio matou neste sábado (8) o traficante Celso Pinheiro Pimenta, 33, conhecido como Playboy. Ele estava foragido desde 2009 e era considerado o criminoso mais procurado do Estado.
A operação foi realizada no morro da Pedreira (zona norte). Reuniu cerca de 80 homens da Polícia Federal, da Secretaria de Segurança Publica e da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), a tropa de elite da Polícia Civil.

De acordo com policiais, o traficante teria tentado reagir e foi baleado no peito. Ele chegou a ser levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, na zona norte. A sala de polícia da unidade confirmou sua morte.

O Disque-Denúncia oferecia uma recompensa de R$ 50 mil pela captura de Playboy -a maior já oferecida por informações que levassem a prisão de um foragido da Justiça no Rio.

O traficante era líder da facção ADA (Amigo dos Amigos) e atuava nos morros da Pedreira e Lagartixa, na zona norte. Considerado carismático, ele comandava guerra entre facções e liderava invasões.

Criado em uma família de classe média em Laranjeiras, na zona sul do Rio, estudou em colégios particulares até os 18 anos, quando começou a atuar no tráfico de drogas. Ele havia sido condenado a 15 anos de prisão por tráfico de drogas, roubo e homicídio qualificado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Proibição de telemarketing de telefônicas começa nesta terça-feira
'NÃO PERTUBE'

Proibição de telemarketing de telefônicas começa nesta terça-feira

STF

Governo não teme judicialização da reforma da Previdência, diz AGU

CASO COAF

Justiça do Rio julga hoje habeas de Flávio Bolsonaro contra quebra de sigilo

TELECOMUNICAÇÃO

Acordo vai encerrar cobrança de roaming em países do Mercosul

Mais Lidas