Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

Violência

Polícia mata traficante Playboy, o mais procurado do Rio de Janeiro

8 AGO 2015Por FOLHAPRESS17h:21

A polícia do Rio matou neste sábado (8) o traficante Celso Pinheiro Pimenta, 33, conhecido como Playboy. Ele estava foragido desde 2009 e era considerado o criminoso mais procurado do Estado.
A operação foi realizada no morro da Pedreira (zona norte). Reuniu cerca de 80 homens da Polícia Federal, da Secretaria de Segurança Publica e da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), a tropa de elite da Polícia Civil.

De acordo com policiais, o traficante teria tentado reagir e foi baleado no peito. Ele chegou a ser levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, na zona norte. A sala de polícia da unidade confirmou sua morte.

O Disque-Denúncia oferecia uma recompensa de R$ 50 mil pela captura de Playboy -a maior já oferecida por informações que levassem a prisão de um foragido da Justiça no Rio.

O traficante era líder da facção ADA (Amigo dos Amigos) e atuava nos morros da Pedreira e Lagartixa, na zona norte. Considerado carismático, ele comandava guerra entre facções e liderava invasões.

Criado em uma família de classe média em Laranjeiras, na zona sul do Rio, estudou em colégios particulares até os 18 anos, quando começou a atuar no tráfico de drogas. Ele havia sido condenado a 15 anos de prisão por tráfico de drogas, roubo e homicídio qualificado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também