Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 19 de dezembro de 2018

PUNIÇÃO

Papa expulsa da igreja mais dois bispos chilenos ligados a abuso sexual

13 OUT 2018Por FOLHAPRESS09h:57

O papa Francisco expulsou da Igreja Católica outros dois bispos chilenos acusados de abuso sexual, informou neste sábado (13) o Vaticano.

Antes do anúncio, o pontífice recebeu o presidente chileno, Sebastián Piñera, em audiência privada. 
Os religiosos expulsos foram os bispos Francisco José Cox Huneeis, arcebispo emérito de La Serena, e Marco Antonio Ordenes Fernández, arcebispo emérito de Iquique.

Trata-se da mais severa punição da Igreja Católica. Segundo comunicado da Santa Sé, a expulsão ocorreu "como resultado de atos manifestos de abuso". 

A decisão, tomada pelo papa na última quinta-feira (11), não admite recurso. Os dois foram substituídos por administradores apostólicos interinos.

Em 21 de setembro, o papa tinha aceitado a demissão de outros dois bispos do Chile: dom Carlos Eduardo Pellegrin Barrera, 60, que atuava em San Bartlomé de Chillan, e dom Cristián Enrique Contreras Molina, da diocese de San Felipe

Nesta sexta (12), o pontífice aceitou o pedido de demissão do cardeal americano Donald Wuerl de seu cargo de arcebispo de Washington, após ele ter sido acusado de acobertar padres pedófilos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também