IRREGULARIDADES

Odebrecht tem contrato cancelado<br> por empresa estatal mexicana

Valor do contrato chegaria a US$ 100 milhões
11/07/2017 20:00 - Terra


A estatal mexicana de petróleo Pemex informou nesta terça-feira ter cancelado um contrato de 1,8 bilhão de pesos (100 milhões de dólares) com a Odebrecht para prestação de serviços em uma refinaria.

A Pemex relatou, em documento enviado a reguladores, ter notificado a Odebrecht em meados de junho que cancelaria o contrato de 2015 para serviços de engenharia, gestão de compras e construção na refinaria de Miguel Hidalgo, em Tula, no Estado mexicano de Hidalgo, após uma investigação sobre "irregularidades administrativas."

A Odebrecht admitiu, em um acordo com promotores no Brasil e nos EUA, ter pago suborno em 12 países para vencer contratos. De acordo com a Justiça norte-americana, entre 2001 e 2016, a Odebrecht pagou cerca de 788 milhões de dólares em propina no Brasil, Argentina, Colômbia, México e Venezuela, entre outros países.

No México, a construtora pagou 10,5 milhões de dólares para obter contratos públicos entre 2010 e 2014, segundo a Justiça dos EUA.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".