Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Acordo de leniência

Odebrecht fecha acordo de leniência
com o ministério Público do Panamá

A empreiteira concordou em pagar uma multa de US$ 220 milhões

1 AGO 17 - 22h:00G1

A Odebrecht fechou um acordo de leniência com o ministério Público do Panamá. De acordo com comunicado divulgado nesta terça-feira (1º) pelo ministério público do país, a empresa concordou em pagar uma multa de US$ 220 milhões. A Odebrecht confirma a informação.

"O compromisso da empresa com o ministério público da República do Panamá parte do reconhecimento da responsabilidade por todos os atos ilícitos de seus empregados, administradores, dirigentes ou terceiros contratados, inclusive fornecedores de bens e serviços", disse o comunicado. (...) Trabalhamos com a certeza de que estamos encabeçando um processo histórico de luta contra a corrupção, como nunca antes foi feito no país", afirmou o ministério público panamenho, em comunicado.

O ministério público do Panamá investiga os esquemas de corrupção da Odebrecht desde 2015. Segundo o órgão, as investigações resultaram em bens e direitos apreendidos:

26 investigações, que incluem projetos feitos pela Odebrecht desde 2004;

43 pessoas processadas, sendo 24 panamenhos e 13 brasileiros;

US$ 56 milhões entre bens e direitos apreendidos;

49 solicitações de assistência internacional;

2 alertas vermelhos, com ordem de detenção com fins de extradição;

Em comunicado, a Odebrecht disse que "a exemplo do que já ocorreu no Brasil, Estados Unidos, Suíça, República Dominicana e Equador, a empresa segue disposta a colaborar com as autoridades dos diversos países em que atua, visando o avanço das investigações em curso e a elucidação dos fatos contidos em sua colaboração com estes países".

A empresa ressaltou ainda que está no Panamá desde 2006 e que participou de diversas obras de infraestrutura no país. "Atualmente mais de 10 mil Integrantes atuam nas obras em execução pela empresa no país", disse a empresa.

Outros acordos

O acordo do Panamá tem o maior valor entre os fechados pela Odebrecht na América Latina (exceto Brasil). Até então, o acordo de colaboração fechado com a Republica Dominicana em janeiro tinha a maior multa - de US$ 184 milhões.

No acordo de leniência fechado pelo grupo com o Brasil, Estados Unidos e Suíça, a Odebrecht concordou em pagar uma multa de R$ 3,82 bilhões. Já a Braskem, petroquímica controlada pelo grupo, terá multa de R$ 3,1 bilhões

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Trump diz que pode começar "grande deportação" em duas semanas
ESTADOS UNIDOS

Trump diz que pode começar "grande deportação" em duas semanas

PARADA GAY

Famílias marcam presença na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo

Tema em 2019 é "50 anos de Stonewall", recordando violência policial
Filho de Luciano Huck sofre<br> acidente e é operado no Rio
ACIDENTE NO MAR

Filho de Luciano Huck sofre acidente e é operado no Rio

CIÊNCIA

Veículo em Marte detecta nuvem de gás que sugere possibilidade de vida

Mais Lidas