Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Conflito

Número de crianças usadas como bombas sobe quatro vezes em um ano na Nigéria

22 AGO 17 - 13h:48Agência Brasil

Pelo menos 83 crianças foram usadas como "bombas humanas" este ano no nordeste da Nigéria, alertou o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Em nota publicada esta terça-feira (22), em Genebra, a agência revela que o uso de menores pelo grupo terrorista Boko Haram subiu quatro vezes em 2017 em comparação com o total do ano passado. A informação é da ONU News.

A nota revela que o uso de crianças para esse tipo de explosão  é "uma atrocidade e que estas são, acima de tudo, vítimas, e não responsáveis pelo crime". O Unicef oferece apoio psicossocial às crianças raptadas pelos rebeldes e atua junto das comunidades para facilitar que as vítimas sejam aceites no seu retorno.

As meninas compõem dois terços do total das crianças que se fizeram explodir este ano, em comparação as 19 de 2016. São 55 crianças de sexo feminino, na maioria das vezes menores de 15 anos. Os menores usados incluem 17 meninos e até um bebê que estava amarrado a uma criança.

O conflito causado pelo Boko Haram já deslocou 1,7 milhões de pessoas, sendo 85% somente no estado de Borno. O grupo terrorista atua principalmente no nordeste da Nigéria e em países vizinhos, como o Camarões e o Chade.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

STJ decide que acusados do incêndio na Boate Kiss vão a júri popular
UNANIMIDADE

STJ decide que acusados do incêndio na Boate Kiss vão a júri popular

BRASIL

PF descobre 'grupo de inteligência' que vazava informações secretas de operações

BRASIL

CCJ aprova projeto que prioriza vítimas de desastres no Cartão Reforma

BRASIL

Bolsonaro diz que gratuidade de bagagem prejudicaria pequenas aéreas

Mais Lidas