Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CIÊNCIA

Nasa registra dunas com
gelo seco em Marte

27 AGO 17 - 13h:50G1

A agência espacial norte-americana (Nasa) divulgou uma foto de Marte nesta semana, onde mostra a composição do gelo seco sobre as dunas. A primeira foto feita do planeta é de 1965. Desde então, as expedições demonstraram um mundo estranhamente familiar, mas diferente o suficiente para não funcionar como a Terra.

Marte tem camadas de gelo e nuvens polares em sua atmosfera, padrões climáticos sazonais, vulcões, cânions, dunas e outras características físicas que conhecemos. No entanto, há variações selvagens e extremas muito distantes do que acontece no nosso planeta azul.

O G1 selecionou algumas imagens da Nasa que mostram esse mundo de Marte que pode ser diferente e muitas vezes parecido com a Terra:

Esta é a primeira imagem feita em Marte, e mostra uma área de 330 km. Desde então, a tecnologia da agência evoluiu e as imagens recentes mostram cada vez mais detalhes.

Esta foto foi divulgada pela Nasa na última quinta-feira (24). Ela foi feita no dia 21 de maio deste ano, durante a primavera do hemisfério norte no planeta vermelho. Ela mostra que neve e gelo seco (são de dióxido de carbono) têm coberto as dunas de Marte.

Os pesquisadores registraram um momento em que a lava se comportou semelhante à água líquida. A imagem mostra um fluxo de lava que vem do norte ao nordeste da borda de uma cratera. Ela "cai" em cascata pela parede do buraco, o que a Nasa brincou como sendo as "Cataratas do Niágara" de Marte.

A cratera Hargraves leva o nome de Robert Hargraves, cientista que estudou os impactos dos meteoritos na Terra. A colisão impactou nas características das rochas do planeta. Como resultado, há uma mistura rica de diferentes cores e texturas na superfície.

Esta imagem captada em 27 de abril de 2009 mostra a influência do vento nas dunas de Marte. Embora seja difícil dizer de forma precisa, a agência espacial diz que se pode ver um poço central de uma cratera, com cerca de 35 km de largura.

A Terra e a Lua avistadas de Marte. Esta imagem é composta, os cientistas uniram os dois astros em um mesmo arquivo. Elas foram capturadas em 20 de novembro de 2016, quando o planeta vermelho estava a 205 milhões de quilômetros do nosso.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

AGUARDARÁ PEC

Alcolumbre diz que plenário não vai votar projeto da 2ª instância aprovado na CCJ

STJ manda soltar Pezão, ex-governador do Rio preso há um ano
USARÁ TORNOZELEIRA

STJ manda soltar Pezão, ex-governador do Rio preso há um ano

BRASÍLIA

'Paciência', diz Bolsonaro sobre Brasil poder perder voto na ONU por dívida

Com presença de Mourão, Alberto Fernández assume presidência da Argentina
MUNDO

Com presença de Mourão, Alberto Fernández assume presidência da Argentina

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião