PREJUÍZO DE US$ 200 MIL

Mulher tenta tirar selfie em galeria de arte, cai e causa 'efeito dominó

Mulher tenta tirar selfie em galeria de arte, cai e causa 'efeito dominó
15/07/2017 14:51 - G1


 

Uma mulher dentro de uma galeria nos Estados Unidos causou um prejuízo de US$ 200 mil ao derrubar uma série de obras de arte enquanto se equilibrava para tirar uma selfie. (Vídeo abaixo)

O acidente ocorreu no começo de julho em Los Angeles, na Califórnia, na exposição de arte Hypercaine, liderada pelo artista Simon Birch, que mora em Hong Kong, ao lado de outros colaboradores.

As imagens captadas pelas câmeras internas da 14th Factory, local em que as obras eram exibidas, mostram duas amigas tentando fotografar as obras de arte, posicionadas sobre suportes brancos dispostos como uma fila de peças de dominó.

Uma delas se aproxima para registrar uma foto das obras. Tentando aparecer na imagem, a outra se posiciona em frente ao primeiro suporte da fila para tirar uma selfie, fica de cócoras e tenta achar o melhor ângulo.

Sem conseguir permanecer na posição, a mulher perde o equilíbrio e se apoia no pedestal. Só que isso desencadeia um "efeito dominó". Um após um, todos os suportes vão caindo –assim como as obras de arte que estavam em cima deles. O resultado: foram derrubadas 12 esculturas em forma de coroa, feitas de materiais que incluíam até metais preciosos. As imagens mostram que ela estava segurando um celular ao cair, o que indica que estava tentando tirar uma selfie.

O prejuízo total foi calculado em milhares de dólares. “Três esculturas foram danificadas permanentemente e outras foram danificadas em vários graus. O custo aproximado do prejuízo é de US$ 200 mil”, afirmou Gloria Yu, uma das artistas que colaboraram com a exposição, ao site “Hyperallergic”, especializado em arte e cultura.

Ao site “Cnet”, a 14th Factory informou que não iria comentar se peças tinha seguro contra acidentes.

Confira:

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".