Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 15 de outubro de 2018

MATO GROSSO

MPF investiga morte de indígena em confronto em base da Funai

Fato aconteceu durante ação de fiscalização de madeireiros

12 OUT 2018Por AGÊNCIA BRASIL17h:22

O Ministério Público Federal (MPF) abriu procedimento investigatório para apurar o conflito entre indígenas e funcionários da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Colniza, na região noroeste de Mato Grosso, que, segundo informações do comando da Polícia Militar (PM) na região, resultou na morte de um índio.

Segundo nota do MPF-MT, o confronto se deu na base de proteção da Funai aos índios isolados da terra indígena Kawahiva do Rio Pardo e envolveu também a ação de madeireiros.

A PM realizou perícia no local nesta sexta-feira (12) em caráter de apoio técnico à Polícia Federal (PF), que investiga o caso.

Em nota, a Funai disse “está acompanhando de perto junto às forças policiais o que, ao que tudo indica, parece ter sido um ataque feito por indígenas aos servidores da Funai, na Base de Proteção Etnoambiental localizada na Terra Indígena Kawahiwa do Rio Pardo, onde há presença confirmada de índios isolados”.

A portaria de criação da terra indígena Kawahina do Rio Pardo, de 411 mil hectares, foi publicada em 2016 para proteger os índios isolados Kawahina, que vivem de modo autônomo, sem relação com o mundo exterior.

ATUALIZAÇÃO DO CASO

Um policial militar, que preferiu não se identificar, contou ao jornal Olhar Direto que a Polícia Federal esteve na cidade, fez a perícia do local e já liberou o corpo da pessoa morta no confronto, que seria um indígena.
 
Homens da Força Nacional também chegaram ao local para fazer a segurança. No momento, a região está tranquila e não há indícios de novos confrontos. O índio atingido, que foi encaminhado para o Hospital de Juína, foi atingido com dois tiros no abdômen. O quadro de saúde dele seria estável.
 
O Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF/MT), por meio de sua unidade em Juína, informou que instaurou um procedimento investigatório criminal para apurar o conflito entre um grupo de índios e madeireiros que atacaram a base de proteção a indígenas isolados da Fundação Nacional do Índio (Funai).
 
De acordo com as informações que chegaram até o MPF/MT, um grupo de homens, entre eles indígenas e madeireiros teriam ido até a base da Funai de proteção aos índios isolados da terra indígena Kawahiva do Rio Pardo. Em seguida, teria ocorrido um tiroteio, resultando na morte de uma pessoa.

*Com informações do Olhar Direto

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também