Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Banco dos Réus

Motorista do cantor Cristiano Araújo
vai a julgamento em julho

24 JUN 17 - 13h:12Folhapress

O motorista do cantor Cristiano Araújo, Ronaldo Miranda, 43, vai sentar no banco dos réus no dia 4 de julho. Essa é a data da audiência de instrução e de julgamento do processo sobre a morte do sertanejo e de sua namorada, Allana Moraes, que ocorrerá no Fórum de Morrinhos, na região Sul de Goiás, a partir das 14h.

No dia 24 de junho de 2015, a Range Rover em que eles estavam capotou na BR-153, no km 614, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina. Miranda dirigia o veículo e foi indiciado por duplo homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. Pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro), a pena para esse tipo de crime é de dois a quatro anos de prisão e suspensão da habilitação. Na audiência, a juíza Patrícia Machado Carrijo deve ouvir testemunhas e se inteirar do processo.

Miranda não atendeu às ligações da reportagem, mas conversou por meio do aplicativo WhatsApp. O motorista disse que está se preparando para enfrentar a Justiça "com a verdade e com Deus no comando". Logo depois, encerrou o contato. "Esse é um assunto que me deixa para baixo", resumiu.

Desde setembro de 2015, Miranda trabalha com o cantor Marrone, da dupla com Bruno, acompanhando o músico em turnês e em compromissos pessoais. No Instagram, registra a nova rotina e presta frequentes homenagens a Allana e a Cristiano. Na última segunda-feira (19), ele postou uma foto com o sertanejo e escreveu: "Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós!".

O CASO
O delegado Fabiano Henrique Jacomelis, responsável pelo caso, afirmou à época que o motorista foi negligente e imprudente. Com base no inquérito, ficou demonstrado que ele praticou esse homicídio culposo. Se as provas se repetirem, e vão, porque são técnicas, acredito que ele possa ser condenado, disse.

Em depoimento prestado à Polícia Civil, Ronaldo confessou que seguia acima da velocidade permitida na via: 110 km/h. Segundo relatório técnico da fabricante da Range Rover, o veículo de Cristiano estava a 179 km/h cinco segundos antes do acidente. Além disso, as rodas originais foram trocadas por outras, de marca indefinida. O veículo capotou após as soldas da roda traseira direita se romperem e cortarem o pneu.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Trump diz que pode começar "grande deportação" em duas semanas
ESTADOS UNIDOS

Trump diz que pode começar "grande deportação" em duas semanas

PARADA GAY

Famílias marcam presença na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo

Tema em 2019 é "50 anos de Stonewall", recordando violência policial
Filho de Luciano Huck sofre<br> acidente e é operado no Rio
ACIDENTE NO MAR

Filho de Luciano Huck sofre acidente e é operado no Rio

CIÊNCIA

Veículo em Marte detecta nuvem de gás que sugere possibilidade de vida

Mais Lidas