Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SAÚDE

Mortalidade infantil no Brasil caiu 73% nos últimos 25 anos, diz OMS

Índice passou de 61 mortes, em 1990, para 16 óbitos em 2015

9 SET 15 - 23h:00AGÊNCIA BRASIL

A mortalidade infantil no Brasil caiu 73% nos últimos 25 anos, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (9) pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com o relatório Níveis e Tendências da Mortalidade Infantil 2015, o índice de mortes entre crianças brasileiras menores de 5 anos passou, em 1990, de 61 óbitos para cada mil nascidas vivas para 16 óbitos para cada mil nascidas vivas em 2015.

Apesar dos avanços, a OMS destacou que as disparidades persistem no país. O estudo indica que, dos cerca de 5,5 mil municípios brasileiros, mais de mil registraram taxa de mortalidade infantil de até cinco óbitos para cada mil nascidas vivas em 2013, enquanto em 32 cidades a taxa superava 80 óbitos para cada mil nascidas vivas.

Além disso, crianças indígenas que vivem no Brasil têm duas vezes mais chance de morrer antes de completar o primeiro ano de vida que as demais. Segundo o relatório, esse tipo de exemplo demonstra que, mesmo em países com níveis relativamente baixos de mortalidade infantil, são necessários maiores esforços para reduzir as disparidades entre diferentes grupos sociais.

“Assim sendo, ainda há muito trabalho a ser feito para que cada criança tenha a oportunidade justa de sobreviver, mesmo em países com baixos índices de mortalidade infantil”, concluiu a OMS.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

INTERNACIONAL

Alpinista britânico morre ao escalar o Monte Everest

Autoridades atribuíram a maior parte das mortes a fatores como fraqueza
INTERNACIONAL

Trump pede maior investimento japonês nos EUA

Ele criticou o Japão por ter uma “vantagem substancial” no comércio
ESPORTE

Paris Saint-Germain anuncia renovação de contrato com o técnico Thomas Tuchel

Menor em unidade lotada poderá ir para casa, diz STF
DECISÃO

Menor em unidade lotada poderá ir para casa, diz STF

Mais Lidas