Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

FRONTEIRA

Ministra do Paraguai participa
de Fórum de Segurança na Uems

Principal cenário de violência é na faixa entre Brasil e Paraguai

19 JUL 18 - 11h:12Izabela Jornada e Renata Volpe Haddad

Ministra do Paraguai Nimia Hermelinda da Silva participa de Fórum Permanente de Segurança na Fronteira, que acontece nesta quinta-feira (19), no auditório da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), em Campo Grande.

Na ocasião está sendo debatido o cenário de violência, principalmente na faixa entre Brasil e Paraguai resultantes da falta de investimento do Governo Federal, que precarizou as condições das forças policiais federais, aliada ao avanço das facções criminosas que disputam o tráfico de armas, de drogas e o contrabando.

Além da ministra, estão presentes ainda no evento, o senador Pedro Chaves (PRB), presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), João Carlos Pulidoro, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS), Mansour Karmouche, ministro de Segurança do Governo Raul Jungmann, representante da Receita Federal, Edson Ishikawa, reitor da Uems Fábio Edir, desembargador Ruy Celso Florence, representando o Tribunal de Justiça (TJ), secretário de Segurança do Estado de Mato Grosso do Sul Antônio Carlos Videira, representando o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) e representantes da Marinha, Exército e Aeronáutica. 

Na oportunidade, o secretário de Segurança, Videira afirmou que o Estado vai pedir indenização para União em relação aos R$ 132 milhões que são gastos por ano com a segurança de Mato Grosso do Sul. 

O assunto está sendo tratado no evento como prioridade pela União, pois o problema envolve praticamente metade das cidades do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

AGORA É LEI

Agressor de mulher será obrigado a ressarcir custos do SUS

ROMPIMENTO DE BARRAGEM

Polícia apresentará em breve acusações criminais por Brumadinho

BRASIL

Bolsonaro sanciona lei que amplia porte de arma na zona rural

BRASIL

Gilmar pretende levar suspeição de Moro para julgamento até novembro

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião