Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

EDUCAÇÃO

Ministério anuncia que bloqueio de verbas de universidades chegou ao fim

Segundo o ministro Abraham, o contingenciamento não chegou a prejudicar nenhuma das ações da pasta

19 OUT 19 - 15h:56ESTADÃO CONTEÚDO

O Ministério da Educação (MEC) anunciou ontem o descontingenciamento do orçamento das universidades federais. "Cem por cento de todo o orçamento para o custeio das universidades federais e institutos está sendo descontingenciado neste momento", disse o ministro Abraham Weintraub.

Segundo ele, o contingenciamento não chegou a prejudicar nenhuma das ações da pasta. "Foi feita uma boa gestão. Administramos a crise na boca do caixa. Vamos terminar o ano com tudo rodando bem", afirmou.

De acordo com o secretário executivo do MEC, Paulo Vogel, será liberado R$ 1,1 bilhão (R$ 771 milhões para as universidades e R$ 336 milhões para os institutos federais). Segundo a pasta, a medida foi possível pela realocação interna de recursos do MEC, sem nova liberação pelo Ministério da Economia.

Em entrevista coletiva ontem para anunciar o descontingenciamento, Weintraub disse que o orçamento para 2020 é o mesmo deste ano e ressaltou que receitas adicionais poderão ser conseguidas pelo Future-se. O programa incentiva a captação de verba privada pelas universidades federais.

Em abril, o MEC anunciou o bloqueio de 30% das despesas discricionárias de universidades e institutos federais. Esses recursos são usados para o pagamento de despesas como contas de água, luz e contratos de funcionários terceirizados.

Com o bloqueio dessas verbas, as universidades federais enfrentaram dificuldades. Como o jornal O Estado de S, Paulo mostrou, houve paralisação de obras em andamento, redução de uso de equipamentos como ar-condicionado, para economizar energia, e de autorizações para atividades de campo. A concessão de bolsas de intercâmbio também ficou prejudicada. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

DEZ MESES DEPOIS

Bombeiros localizam mais um corpo nas buscas em Brumadinho

STF

Toffoli vota para impor limites à atuação da Receita e do antigo Coaf

CCJ da Câmara aprova PEC da prisão em segunda instância
MAIORIA DE VOTOS

CCJ da Câmara aprova PEC da prisão em segunda instância

Bolsonaro diz que gostaria de dólar abaixo de R$ 4 e cita impacto externo
BRASIL

Bolsonaro diz que gostaria de dólar abaixo de R$ 4 e cita impacto externo

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião