Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PEDEM IMPEACHMENT

Manifestantes estão reunidos em várias cidades brasileiras em ato contra Dilma

Milhares já estão nas ruas para pedir o impeachment da presidente
16/08/2015 11:40 - FOLHAPRESS


 

Os protestos deste domingo (16) contra o governo da presidente Dilma Rousseff ocorrem em pelo menos oito capitais do país, além do Distrito Federal.

Em Brasília, onde os manifestantes começaram a seguir em direção à Esplanada dos Ministérios por volta das 10h30, 20 mil pessoas participam do protesto, segundo estimativas da Polícia Militar divulgadas pela Globo News. De acordo com os movimentos que organizam o ato, o público é de 45 mil.

Em março e abril do ano passado, atos semelhantes reuniram 45 mil e 25 mil pessoas na capital federal, de acordo com a PM.

No Rio, manifestantes lotam a orla de Copacabana com faixas e cartazes contra Dilma, o ex-presidente Lula e o PT.

Ainda não há estimativa de público -no protesto de abril, a PM do Rio não divulgou números, mas os organizadores falaram de 20 mil presentes. Em março, a PM calculou 100 mil presentes.

Em Salvador, a PM estima 4.000 pessoas no Farol da Barra e, em Belém, 1.500 pessoas na região central da cidade.

Em São Paulo, a manifestação ocorrerá na avenida Paulista a partir das 14h, embora pequenos grupos já se reúnam na região, sobretudo no entorno do Masp, desde a manhã.

CAMPO GRANDE

Na Capital de MS, o manifesto que será realizado neste domingo (16), a partir das 14h, na Praça do Rádio Clube, contra a corrupção no País e pedindo a saída de Dilma Roussef do governo.​

As ações na Capital ficarão concentradas na Praça do Rádio Clube, com apresentações de vídeos informativos sobre a situação do País, além de debates, discussões e de espaços interativos. Também haverá coleta de assinaturas para projeto contra a corrupção.

Felpuda


Certa pré-candidatura à Prefeitura de Campo Grande nasceu com grandes brechas que certamente serão usadas pelos adversários no período da campanha eleitoral, segundo voz corrente nos bastidores políticos. Uma delas: como o postulante vai dizer que fará boa administração se no período em que administrou conhecida instituição passou boa parte do tempo reclamando de crise financeira e ameaçando fechar as portas?