Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

Dia Internacional do Refugiado

Mais de 2 mil pessoas morreram no Mar Mediterrâneo em 2017

A maioria das fatalidades aconteceu no caminho entre a Líbia e a Sícilia, no sul da Itália

20 JUN 2017Por Istoé12h:08

Um balanço da Organização Internacional para as Migrações (OIM) mostra que cerca de dois mil imigrantes e refugiados morreram no Mar Mediterrâneo em 2017. Do início do ano até 18 de junho, a OIM registrou um total de 81.292 entradas pelo mar na Europa e 1.985 mortos. A informação foi divulgada na data em que é celebrado o Dia Internacional do Refugiado.

Segundo o relatório, a maioria das fatalidades aconteceu no caminho entre a Líbia e a Sícilia, no sul da Itália. Embora o número de mortes registradas neste período seja menor que o do ano passado (2911), este é o quarto ano consecutivo que mais de dois mil imigrantes morrerá na travessia.   

O mediterrâneo é a principal rota de viagem dos imigrantes, que fogem da pobreza, violência, guerra e fome de seus países.   

Atualmente, a maior parte dos resgates na região é coordenada pelas autoridades italianas. 

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também