Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PELA REDE SOCIAL

Lula diz que está livre "pra ajudar a libertar o Brasil dessa loucura"

9 NOV 19 - 09h:16ESTADÃO CONTEÚDO

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva publicou um vídeo no Instagram, no fim da noite de ontem, em que afirma que o Brasil está vivendo uma "loucura" e que está livre para ajudar a tirar o País dessa situação.

"Quero dizer 'pra' vocês que 'tô' livre 'pra' ajudar a libertar o Brasil dessa loucura que está acontecendo no nosso País", diz Lula no vídeo.

Leia abaixo a mensagem do vídeo.

"Queria falar com meus seguidores do Instagram. Quero dizer a vocês que sou um senhor muito jovem. Tenho 74 anos do ponto de vista biológico. Mas tenho 30 anos do ponto de vista de energia e 20 anos, de tesão. Só para vocês ficarem com inveja desse jovem que está falando com vocês. Quero agradecer do fundo do coração toda solidariedade de vocês (...) e dizer pra vocês que 'tô' livre para ajudar a libertar o Brasil dessa loucura que está acontecendo no nosso País. É preciso cuidar da educação, cuidar do emprego, do salário, da cultura. É preciso cuidar do prazer e da alegria. Aliás, a juventude não vive se não tiver prazer, motivação de vida. E é isso que nós temos para oferecer 'pra' vocês. Beijos."

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Secretário diz que reforma focará em tributação do IR, inclusive lucros e dividendos
REFORMA TRIBUTÁRIA

Secretário diz que reforma focará em tributação do IR, inclusive lucros e dividendos

No Senado, CCJ adia para terça votação sobre segunda instância
BRASÍLIA

No Senado, CCJ adia para terça votação sobre segunda instância

IMPEACHMENT

Testemunha confirma que pressionou Ucrânia por ordem de Trump

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 14,2 milhões
LOTERIA

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 14,2 milhões

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião