Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

SAÚDE

Lote de remédio genérico para diabetes é suspenso pela Anvisa

Agência informa que decidiu suspender o produto após "resultados insatisfatórios"

4 SET 15 - 15h:12FOLHAPRESS

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou nesta sexta-feira (4) a suspensão de um lote do medicamento genérico cloridrato de metformina, fabricado pela empresa Prati-Donaduzzi. O remédio é indicado para tratamento de diabetes.

A medida vale apenas para o lote 13L829 do produto de dosagem 850 mg, cuja validade vai até novembro de 2015.

Em nota, a agência informa que decidiu suspender o produto após "resultados insatisfatórios" em análise feita pelo instituto Adolfo Lutz. O laudo apontou que os comprimidos tinham manchas irregulares e pontos de cor preta.

A suspensão do uso e comercialização foi publicada no Diário Oficial da União. A empresa deverá recolher todo o estoque do lote no mercado.

OUTRA SUSPENSÃO

A Anvisa também determinou nesta sexta (4) o recolhimento de um lote de outro medicamento genérico da Prati-Donaduzzi pelo mesmo motivo.

Segundo a agência, o lote 13L95F do medicamento metronidazol 250 mg, com validade até dezembro de 2015, também foi reprovado após análise por apresentar manchas irregulares e também na cor preta.

O remédio costuma ser indicado para tratamento de infecções intestinais e na vagina ou pênis.

Procurada pela reportagem, a Prati-Donaduzzi informou que já promoveu o recolhimento dos dois lotes citados na suspensão. A empresa não respondeu até o momento sobre os motivos que causaram o problema.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MINISTRO DA EDUCAÇÃO

Weintraub responde a pedidos de correção de notas e solicita nova análise

EM VIAGEM À ÍNDIA

Bolsonaro vê dificuldades na aprovação de reforma tributária no Brasil

STF deu aval a pensões de ‘solteiras’ em 265 decisões
QUATRO ANOS

STF deu aval a pensões de ‘solteiras’ em 265 decisões

EMERGÊNCIA

Sobe para 37 o número de mortos pelas chuvas e deslizamentos em Minas

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião