Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

PASSOU MAL

Líder das Farc sofre derrame
e é internado na Colômbia

2 JUL 2017Por FOLHAPRESS20h:00

Rodrigo Londoño, também conhecido como "Timochenko", líder das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), foi hospitalizado em Villavicencio, no interior da Colômbia (a 120 km de Bogotá) por conta de um AVC (acidente vascular cerebral).

A Clínica Corporativa de Villavicencio, onde ele está internado, informou que Londoño deu entrada às 8h por um "quadro clínico de aproximadamente cinco horas de evolução consistente de disartria leve [distúrbio da articulação da fala] e paralisia leve no membro superior esquerdo", informou o jornal "El Tiempo".

O centro médico informou que sua evolução tem sido satisfatória, com melhora de 90%. "O paciente continuará sob observação médica por prevenção na unidade de terapia intensiva", disse em comunicado.

Há mais de dois anos, Timochenko contou, em uma reunião em Havana, que tinha problemas cardíacos.

Em março deste ano, Timochenko teve que ir às redes sociais para desmentir um boato: a notícia de que havia morrido de causas naturais em Cuba, onde estava naquele momento. O líder da guerrilha publicou uma foto celebrando o Dia da Mulher e afirmou que estava bem.

FARC

Timochenko participou do processo de entrega das armas das Farc à missão da ONU na Colômbia, parte do acordo de paz para pôr fim a mais de meio século de conflito, concluído há poucos dias.

O ato de conclusão foi realizado em Mesetas, no centro do país, onde a guerrilha se estabeleceu e formou seu centro de operações, e contou a participação de Londoño e do presidente da Colômbia Juan Manuel Santos.

Leia Também