Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

TRÂNSITO

Justiça do Rio nega liberdade provisória a filho de Pitanguy

Pitanguy foi preso em flagrante na noite de quinta-feira (20) após atropelar e matar

23 AGO 15 - 05h:00FOLHAPRESS

A Justiça do Rio negou o pedido de liberdade provisória ao empresário Ivo Nascimento de Campos Pitanguy, 59, filho do cirurgião plástico Ivo Pitanguy, solicitada pela advogado de defesa do empresário na madrugada deste sábado (22) .

Pitanguy foi preso em flagrante na noite de quinta-feira (20) após atropelar e matar o operário das obras do metrô do Rio José Fernandes Ferreira da Silva, de 44, na na Gávea, zona sul do Rio.

No pedido de liberdade provisória, a defesa alegava que Pitanguy preencheria as condições necessárias para responder a eventual processo em liberdade, como residência fixa e ocupação lícita.

"Soube informalmente da decisão. Estou aguardando a comunicação oficial", disse o advogado Rafael de Piro, advogado de Pitanguy.

Na noite de quinta-feira, o empresário perdeu o controle do carro que dirigia, bateu em um poste e atropelou Silva. Os dois foram socorridos e levados ao hospital.

Silva foi levado ao centro cirúrgico, teve uma perna amputada, mas não resistiu aos ferimentos.

A família do operário esteve neste sábado no IML (Instituto Médico Legal) para a liberação do corpo, que deve ser enterrado amanhã em Sertânia, Pernambuco.

Pitanguy, que tem 70 multas e mais de 240 pontos na carteira, sofreu traumatismo craniano e segue internado no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, zona sul do Rio, sob custódia de dois policiais militares.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o quadro do empresário permanece estável. Em nota, a secretaria informou que ele faria uma tomografia neste sábado. Não há previsão de alta do hospital.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Prazo para eleitor regularizar título termina em maio
ELEIÇÕES 2020

Prazo para eleitor regularizar título termina em maio

ANÁLISE

Irã enviará para Ucrânia caixas pretas de avião derrubado acidentalmente

BRASIL

Polícias mudam rotina para se adequarem à Lei de Abuso de Autoridade

R$ 2 BILHÕES

'Somos escravos da lei', diz Bolsonaro sobre sanção de Fundo Eleitoral

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião