Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MINAS GERAIS

Justiça determina que Vale suspenda atividades vinculadas a barragem em Nova Lima

22 MAR 19 - 05h:00ESTADÃO CONTEÚDO

A Justiça determinou que a Vale suspenda todas as atividades vinculadas a barragem de Dique III, em Nova Lima, em Minas Gerais. De acordo com a decisão da 1ª Vara Cível da Comarca da cidade, publicada nesta quinta-feira, 21, além da barragem a empresa deve interromper as operações de usinas, cavas e transportes associadas a essa estrutura, que faz parte do Complexo de Vargem Grande, até que seja comprovada a estabilidade da barragem e neutralizados todos os riscos humanos, ambientais e socioambientais. 

A decisão foi tomada nesta quarta-feira, 20, e divulgada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) nesta quinta, 21. O MPMG é autor da ação civil pública relacionada ao caso. O pedido teve como base documentos encaminhados pela consultoria Tüv Süd, uma das investigadas no caso do rompimento da barragem de Brumadinho. De acordo com os documentos, a consultoria alertou sobre a necessidade de revisão dos relatórios de segurança de várias barragens, inclusive de Dique III. 

Além de interromper a operação, o juiz acatou o pedido do MPMG para que a Vale contrate nova auditoria de segurança e elabore plano de ação para reverter eventuais riscos. Determinou ainda a retirada de moradores da chamada área de autossalvamento. 

Procurada, a Vale ainda não se posicionou sobre a decisão, mas as atividades do complexo de Vargem Grande já estão suspensas desde 20 de fevereiro, quando a Agência Nacional de Mineração (ANM) determinou, de forma preventiva, a suspensão das atividades do complexo.

Na época, a mineradora informou que atendeu imediatamente a determinação, mas que iria entrar com recurso junto à Diretoria Colegiada da ANM para realizar desmonte mecânico via trator e manter as operações das usinas de concentração e pelotização. De acordo com o comunicado distribuído na época, isso levaria "a impactos limitados nos volumes de produção, cujos valores serão informados assim que estimados".

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

AVIÃO DA FAB

Ministros do STF discutem prisão de sargento acusado de transportar cocaína

ECONOMIA

CNPE publica resolução sobre Novo Mercado de Gás

BRASIL

Acaba sem acordo audiência sobre indenização de R$ 40 mi a vítimas de Brumadinho

BRASIL

Organização que fraudava tributos federais é alvo de operação da PF

Mais Lidas