Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

BOMBOU

Jovem cria hot dog de 10 salsichas, pesando 2 quilos, e faz sucesso na web

10 SET 2017Por G105h:00

A fome não tem vez na lanchonete de um jovem empreendedor de Mogi das Cruzes. Jeferson de Faria, de 22 anos, criou um hot dog com dez salsichas. O lanche pesa mais de 2 quilos e mede 60 cm. Por isso, ele precisou encomendar, sob medida, o pão e as bolsas com tamanho gigante para entregar o sanduíche.

Um vídeo postado nas redes sociais que mostra ele ao lado de um funcionário preparando o lanche gigante já teve mais quase 2 milhões de visualizações, mais de 5 mil curtidas e 12 mil compartilhamentos.

Depois de viralizar nas redes sociais, o jovem empreendedor viu seu faturamento aumentar cerca de 30%. O preço do lanche é de R$ 45. “Muita gente compartilhou e eu comecei a receber mensagem de gente do Ceará, do Rio de Janeiro e de Minas Gerais querendo o lanche. As pessoas das cidades vizinhas estão vindo aqui na lanchonete para provar o hot dog.”

Já que o número de entregas do cachorro quente também é grande, Jeferson teve que pensar em uma maneira para que os motoboys pudessem transportar a “carga pesada”. A solução foi pedir uma confecção exclusiva de isopor e fazer um revestimento com uma costureira.

Além de impressionar quem vai experimentar o lanche, o motoqueiro que faz as entregas também chama atenção com o tamanho da bolsa quando está nas ruas. “Muita gente zomba do tamanho e diz que não é entrega de lanche e sim um frete que a gente faz. Eu tenho um motoboy que é baixinho e ele some atrás da bolsa do cachorro-quente. Lá dentro ainda cabem 12 lanches e fica pesado”, comenta.

Exagero

Outras criações do proprietário da lanchonete chamam a atenção pelo tamanho. É o caso do X-tudo, que pesa 3 quilos. Devorar um lanche desses sozinho é tão difícil que Jeferson criou um desafio. Ele promete pagar R$ 200 para quem conseguir e o “lanchinho” ainda sai de graça. Desde que inaugurou a lanchonete, há dois anos, ninguém conseguiu vencer.

Se a pizza com borda de coxinha faz sucesso no Ceará, na lanchonete de Mogi, a atração é a pizza com 12 fatias ou ainda recheada com salsicha nas bordas.

Começo

Jeferson tem 22 anos e, aos 16, trabalhava lavando louças em uma pizzaria. Com o tempo, conseguiu se tornar gerente. Depois disso, tentou trabalhar em indústrias, mas o seu gosto pela cozinha falou mais alto e ele resolveu investir no próprio negócio.

Foi então que o empreendedor voltou a trabalhar como motoboy de uma pizzaria e de um restaurante.

Ele começou a juntar o dinheiro das entregas para comprar os equipamentos que precisava. “Primeiro, eu consegui comprar um freezer, depois veio a chapa e assim foi indo. Só que era tudo usado, no começo não consegui comprar nenhum material novo. Eu deixava na casa da minha mãe e ela dizia que, se eu não abrisse uma lanchonete, pelo menos uma loja de móveis usados eu ia ter.”

Depois de conseguir alugar um ponto, ele foi fazendo as adequações necessárias e hoje comanda uma equipe com quatro funcionários fixos, cinco freelancers e cinco motoboys.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também