Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Fraude automobilística

Jornal Francês noticia fraude em carros do grupo Peugeot Citroën (PSA)

Foi usado um programa que fraudava emissões de poluentes

8 SET 17 - 14h:09G1

Uma investigação francesa apontou que 2 milhões de carros fabricados pelo grupo Peugeot Citroën (PSA) usaram um programa de computador que fraudava emissões de poluentes em motores a diesel. As informações foram publicadas nesta sexta-feira (8) pelo jornal "Le Monde". 

A PSA nega o uso de qualquer software fraudulento, reiterou um porta-voz em resposta à reportagem do "Le Monde". As ações do grupo caíam nas bolsas europeias nesta sexta. 

Segundo a reportagem, investigadores tiveram acesso a um documento interno da montadora com uma discussão sobre a necessidade de "tornar o dispositivo fraudulento menos óbvio e visível". 

O caso foi aberto em 2016 e é semelhante ao que levou ao escândalo da Volkswagen, que veio à tona há 2 anos: o programa de computador reduziria emissões de óxido de nitrogênio (NOx) apenas durante os testes de emissão. Nas ruas, os carros poluiriam mais do que o permitido. 

Além da Peugeot Citroën, há suspeitas contra a Renault e a Fiat Chrysler. 
Neste ano, o grupo PSA se tornou o segundo maior em volume de vendas na Europa, abaixo do Volkswagen, ao comprar a Opel, braço europeu da General Motors.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

VOTUPORANGA

Prefeitura afasta funcionárias suspeitas de dopar crianças

Bolsonaro está confiante em mudança da F1 para o Rio
NEGOCIAÇÃO

Bolsonaro está confiante em mudança da F1 para o Rio

MALHA VIÁRIA

Governo quer conceder 16 mil km de rodovias à iniciativa privada

Segunda Turma do STF adia julgamento de habeas corpus de Lula
ATÉ AGOSTO

Segunda Turma do STF adia julgamento de habeas corpus de Lula

Mais Lidas