ELEIÇÃO PRESIDENCIAL

Jeanine Áñez anuncia que será candidata nas eleições da Bolívia

Jeanine Áñez anuncia que será candidata nas eleições da Bolívia
25/01/2020 22:00 - ESTADÃO CONTEÚDO


A senadora Jeanine Áñez, que preside a Bolívia interinamente desde a renúncia de Evo Morales, anunciou na sexta-feira, 24, que será candidata nas eleições do próximo dia 3 de maio. Áñez anunciou também a união de seu partido com forças que se aliaram ao ex-presidente Carlos Mesa no pleito anulado de outubro.

"Quero me dirigir às famílias bolivianas para anunciar que tomei a decisão de me apresentar como candidata nas eleições", declarou Áñez a vários de seus seguidores em La Paz, capital da Bolívia.

Na última terça-feira, quando uma possível candidatura começou a ser ventilada por aliados, Áñez disse que não entraria na briga eleitoral e que tinha cumprido seu papel ao convocar as eleições que serão realizadas daqui três meses.

Até então pouco conhecida nacional e internacionalmente, Áñez se autoproclamou presidente da Bolívia no dia 12 de novembro do último ano, dois dias após a renúncia de Evo Morales. A advogada de 52 anos era a segunda vice-presidente do Senado.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".