EDUCAÇÃO

Inep publica edital do Exame Nacional<br> para Certificação de Competências

Inscrições para o exame são gratuitas e poderão ser feitas pela internet
25/07/2017 17:48 - Istoé


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou no Diário Oficial da União de hoje (25) o edital do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que será aplicado no dia 8 de outubro. As inscrições para o exame são gratuitas e poderão ser feitas entre os dias 7 e 18 de agosto pela internet.

As provas serão realizadas em 546 municípios, em todos os estados. Segundo o Inep, as cidades foram escolhidas em parceria com as secretarias estaduais e municipais de educação, que informaram as demandas para a realização do exame. A lista das cidades em que as provas serão aplicadas está disponível no site do Inep.

O exame é destinado a residentes no Brasil interessados em obter a certificação do ensino fundamental ou ensino médio. Até o ano passado, os estudantes com mais de 18 anos poderiam usar o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para receber o diploma do ensino médio. Agora, a certificação será feita exclusivamente pelo Encceja, que atualmente é aplicado no Brasil e no exterior para a certificação de conclusão do ensino fundamental.

O Encceja pode ser feito por pessoas com pelo menos 15 anos, no caso da certificação do ensino fundamental, e 18 anos, para a certificação do ensino médio. O exame tem quatro provas objetivas, com 30 questões de múltipla escolha, além de uma redação. Para fazer inscrição, é preciso ter os números do CPF e do documento de identidade.

O Encceja também será realizado neste ano, em datas diferentes, para residentes no exterior, adultos submetidos a penas privativas de liberdade e adolescentes que cumprem medidas socioeducativas.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".