Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CURTO-CIRCUÍTO

Incêndio atinge prédio da Assembleia Legislativa da Bahia

29 JUL 18 - 03h:00AGÊNCIA BRASIL

Um incêndio atingiu a Assembleia Legislativa da Bahia. Não há registro de vítimas por conta do fogo, iniciado pouco depois das 15h20 de sábado (28). Por meio de nota, a direção da assembleia informou que, a princípio, o incêndio foi causado por um curto-circuito no terceiro andar do prédio, que está em obras.

De acordo com a mídia local, há relatos de que uma explosão foi ouvida momentos antes do incêndio ficar aparente. As chamas foram controladas por volta das 16h, após a chegada do Corpo de Bombeiros, às 15h40. 

Conforme a nota, ainda sem causa determinada, "a princípio foi um curto-circuito o que provocou o início do incêndio que se alastrou pelo terceiro andar do Palácio Luís Eduardo Magalhães, na Assembleia Legislativa da Bahia, no CAB. O andar está em obras".

"O sinistro começou por volta das 15h20. Os bombeiros chegaram 20 minutos depois e controlaram totalmente as chamas. Não houve vítimas. Após a perícia serão contabilizados os prejuízos e estabelecido um plano de ação para recuperação da área afetada pelo fogo no edifício mais antigo do Legislativo baiano”, concluiu a nota.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Polícia estima que até 20 bolivianos eram traficados  através de Corumbá
POR SEMANA

Polícia estima que até 20 vítimas
de tráfico entravam por Corumbá

INTERNACIONAL

Pelo menos 43 pessoas morrem em incêndio numa fábrica de Nova Delhi

Trabalhadores pobres usavam o edifício como dormitório
RISCO

Barragens em risco deixam famílias desalojadas por tempo indeterminado

Só a Vale mantém 430 famílias morando em hotéis ou em casas alugadas
EDUCAÇÃO

Jovens que cumprem medida socioeducativa veem no Enem chance de mudar

Mais de 46 mil pessoas farão exame terça e quarta em todo o país

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião