CRIME

Homem é preso em banheiro de shopping suspeito de estuprar adolescente

Homem é preso em banheiro de shopping suspeito de estuprar adolescente
29/08/2017 15:00 - G1


 

Um homem de 37 anos foi preso em flagrante na noite deste domingo (27) suspeito de abusar sexualmente de um adolescente de 14 anos no banheiro de um shopping em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará. O homem não teve o nome revelado pela polícia por questão de segurança.

Um vídeo feito por clientes do shopping no momento da prisão mostra o suspeito ao lado do garoto enquanto ele sobe a bermuda. No vídeo, ele nega o crime e diz que se tratar de um "mal-entendido", de acordo com a Polícia Civil.

O crime foi denunciado por visitantes do shopping, que comunicaram os seguranças do shoppings. "A segurança do empreendimento foi imediatamente acionada para averiguar a denúncia e, tão logo identificada a situação, atuou até a chegada da polícia", diz o shopping, em nota.

O suspeito foi levado à Delegacia Regional da Polícia Civil, onde o adolescente e os pais do garoto prestaram depoimento. O jovem também passou por exames periciais que podem gerar provas contra o suspeito. Nesta segunda-feira (28), o homem foi transferido para a cadeia pública de Juazeiro do Norte.

O banheiro do shopping onde ocorreu o caso foi lacrado até a conclusão da investigação, que não tem data definida, de acordo com a Polícia Civil. "O shopping está colaborando com a investigação junto aos órgãos responsáveis", diz o empreendimento, em nota.

Conforme a Polícia Civil, o suspeito é natural de Pernambuco e já responde pelos crimes de embiraguez ao volante, lesão corporal e desacato.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".