Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

MUDANÇA CLIMÁTICA

Geleira na Patagônia chilena se rompe com aquecimento nos Andes

24 MAI 19 - 23h:00ESTADÃO CONTEÚDO

Um campo de gelo com 12 mil quilômetros quadrados rompeu-se em dois pedaços na região da Patagônia, no Chile. Novas fraturas na geleira devem se tornar mais frequentes como consequência de mudanças climática, segundo um time de cientistas chilenos.

Temperaturas crescentes ao longo da Cordilheira dos Andes resultaram em menor quantidade de neve e gelo para manter as geleiras da região, segundo Gino Casassa, chefe da Divisão de Neve e Geleiras na Direção Geral de Águas, órgão do governo chileno. "O que ocorreu foi uma fratura pois o gelo retraiu", disse Casassa.

O pedaço de gelo que se soltou da geleira principal é de aproximadamente 208 quilômetros quadrados. Segundo Casassa, que foi com a equipe de cientistas à região em março deste ano, isso pode ser um sinal do que virá pela frente. 

O campo de gelo, afirmou, está agora "partido em dois e, provavelmente, descobriremos novas rachaduras ao sul".

Dois icebergs se soltaram da Geleira Cinza, no sul do Parque Nacional Torres del Paine no Chile. Os cientistas temem que essas rupturas possam se tornar mais frequentes.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Carga recorde de maconha adesivada com símbolo do Palmeiras é apreendida
CINCO TONELADAS

Carga recorde de maconha adesivada com símbolo do Palmeiras é apreendida

Universidades da Europa, Canadá e EUA usam Enem na seleção de alunos
EDUCAÇÃO

Universidades da Europa, Canadá e EUA usam Enem na seleção de alunos

HOMICÍDIO DOLOSO

STM mantém condenação de ex-soldado da FAB por assassinato de sentinela

Ex-militar atirou em um colega de farda no dia 23 de setembro de 2017
IMPOSTO

Argentina dobra valor de indenização por demissão

Ainda não se sabe como as empresas receberão a notícia

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião