Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Mundo

França anuncia criação de 12,5 mil
vagas de acolhida para refugiados

Segundo dados oficiais, no ano passado, a França recebeu 85 mil pedidos de asilo

12 JUL 17 - 13h:28G1

A França vai criar 12.500 novas vagas de acolhida para os requerentes de asilo e refugiados nos próximos dois anos, anunciou nesta quarta-feira (12) o primeiro-ministro Edouard Philippe, durante a apresentação de um plano para lidar com o fluxo maciço de imigrantes.

Em paralelo, o primeiro-ministro deixou claro que os imigrantes que não obtiveram o estatuto de refugiado serão expulsos "sistematicamente".

"Os imigrantes econômicos devem entender que não é possível receber a todos em nosso país", afirmou.
No total, o governo do presidente centrista Emmanuel Macron irá criar 4.000 vagas em 2018 para os requerentes de asilo e 3.500 em 2019, que vão se somar as 5.000 criadas no mesmo período para os refugiados.

"Nós não estamos à altura do que deve ser a França" em termos de acolhida de refugiados e requerentes de asilo, admitiu Philippe.

O objetivo, acrescentou, é "reduzir significativamente o tempo de tramitação" dos pedidos de asilo. Em 2016, o prazo era de 14 meses e o objetivo é diminuir para seis, conforme anunciado por Macron.

Segundo dados oficiais, no ano passado, a França recebeu 85 mil pedidos de asilo.

Com este plano, o governo francês também busca acabar com o ciclo de reassentamento sistemático dos acampamentos informais nas ruas de Paris. Na semana passada, 2.800 pessoas foram retiradas de um acampamento formado no norte da capital, mas nesta segunda-feira mais de 200 migrantes já haviam se restabelecido no local.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MAIS DE r$ 51 BILHÕES

Odebrecht confirma pedido de recuperação judicial

Bolsonaro veta bagagem gratuita em voos domésticos, diz Planalto
FRANQUIA

Bolsonaro veta bagagem gratuita em voos domésticos, diz Planalto

Hackers devem ser presos, diz ministro do STF sobre invasão de celular
MENSAGENS VAZADAS

Hackers devem ser presos, diz ministro do STF sobre invasão de celular

MAL-ESTAR

Ex-presidente egípcio morre durante audiência em tribunal

Mais Lidas