terça, 17 de julho de 2018

BRASIL

Fortes chuvas deixam mortos e desabrigados no Norte e Nordeste do País

15 ABR 2018Por FOLHAPRESS06h:00

Pelo menos 40 municípios das regiões Norte e Nordeste estão em situação de emergência em função de fortes chuvas. O período de precipitação mais intensa teve início em janeiro, mas atingiu seu ápice nas últimas duas semanas. Na cidade de Paragominas (PA), duas crianças morreram nesta quinta (12) em meio a uma enchente provocada pelo rompimento de barragens.

Segundo a Defesa Civil do Pará, 21 municípios do estado registram situação de emergência por causa das chuvas. Na cidade de Marabá (PA), 1600 famílias foram afetadas.

Em Paragominas (PA), as fortes precipitações na madrugada de quinta (12) afetaram 350 famílias. Em apenas duas horas, choveu 156 mm, rompendo barragens, transbordando os rios Paragominas e Uraim e alagando 14 bairros da cidade. Foi decretado estado de calamidade pública.

O Ministério Público do Estado instaurou inquérito civil, ainda na quinta, para apurar as circunstâncias que levaram ao rompimento das barragens, visando responsabilizar os responsáveis pela construção de, pelo menos, cinco represas do município.

O tempo deve continuar instável nos próximos dias, segundo informações da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade. Estão previstas chuvas fracas para sábado (14) e domingo (15) e chuvas de intensidade moderada a forte na segunda (16).

No Maranhão, as intensas chuvas de terça-feira (10) provocaram a abertura de uma cratera que resultou na interdição parcial da BR-135, entre Dom Pedro e Presidente Dutra, cuja recuperação já foi iniciada. Em Tuntum, uma das principais cidades afetadas, foram sete horas de forte chuva no domingo (8), somando 114 mm e 1.343 pessoas afetadas, segundo o Corpo de Bombeiros.

A Defesa Civil calcula que, em todo o estado, mais de 5.000 foram afetados pelas enchentes. Vinte e uma cidades apresentaram danos e são monitoradas. Destas, nove decretaram situação de emergência. As chuvas têm ocorrido desde fevereiro, mas se intensificaram em abril. A previsão é de que continuem nos próximos dias.

No Piauí, até esta sexta (13), dez municípios haviam decretado estado de emergência. A Defesa Civil estima que 15 mil pessoas tenham sido afetadas. Segundo o órgão, no município de Barras, por exemplo, havia chovido até a última terça (10) mais da metade do esperado para o mês. 

Em Pernambuco, a Apac (Agência Pernambucana de Águas e Clima) emitiu nesta sexta (13) dois avisos de chuvas moderadas a fortes em todo o estado. Outros dois avisos já tinham sido emitidos ao longo da semana, período em que choveu cerca de 300 mm em Recife (PE), segundo a Defesa Civil municipal. De acordo com a Apac, há previsão de mais chuvas para este sábado (14) e domingo (15).

A Defesa Civil do estado informa que não há municípios em situação de emergência e apenas o de Bodocó (PE) está em atenção.

Leia Também