Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

México

Filho de El Chapo pode
ter revelado paradeiro do traficante em rede social

6 SET 15 - 11h:20Folhapress

Um tuíte pode ser a melhor pista para a polícia mexicana encontrar Joaquín Guzmán, mais conhecido como "El Chapo", chefe do cartel de Sinaloa que protagonizou uma fuga cinematográfica de uma prisão segurança máxima no México em julho passado.

Um perfil no Twitter creditado ao filho de El Chapo, Alfredo Guzman, 29, publicou na segunda-feira (31) uma foto dele com dois homens mais velhos, os dois últimos com boa parte do rosto coberta por desenhos. O homem à esquerda, contudo, revela um característico bigode que poderia pertencer ao traficante.

A foto é acompanhada por uma legenda: "Satisfeito por aqui, já sabem com quem" e uma localização: Costa Rica.

Embora não haja nenhuma confirmação de que o homem na foto é o traficante mexicano, o post já foi retuitado por pessoas comentando o que seria o refúgio de El Chapo.

Um ex-agente do departamento de combate ao tráfico de drogas dos EUA, Phil Jordan afirmou à rede de TV americana CNN que Alfredo "não é a estrela mais brilhante da árvore de Natal" e que é sabido que não tem a inteligência de seu pai. "Mas eu alerto, isso pode ser apenas uma distração para atrapalhar as autoridades".

A CNN ouviu autoridades judiciais na Costa Rica que negaram quaisquer operações de busca por El Chapo no país e disseram que a localização do post seria a cidade mexicana de Costa Rica, localizada no Estado natal de Guzman, Sinaloa.

Guzmán fugiu da prisão de Altiplano, a 90 quilômetros da cidade do México, na noite de 11 de julho, saindo de sua cela por um túnel subterrâneo de 1,5 quilômetro de extensão. Um vídeo registrou o momento da fuga do narcotraficante.

É a segunda vez que Guzmán foge da prisão. Capturado pela primeira vez em 1993 na Guatemala, o narcotraficante foi transferido para a prisão mexicana de Jalisco, de onde conseguiu fugir em 19 de janeiro de 2001, aparentemente escondido em um carrinho de roupa suja.

Estima-se que o cartel de Sinaloa, chefiado por Guzmán, tenha traficado para os EUA o equivalente a bilhões de dólares em drogas. Além disso, a organização é responsável por milhares de mortes por meio da violência e do vício às drogas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

DECRETO

Ações da Taurus sobem com fila de mais de 2 mil pedidos de fuzis por civis

EDUCAÇÃO

MEC contrata gráfica para a realização do Enem 2019

AVIAÇÃO

Anac deve aprovar autorização para Air Europa operar voos domésticos no País

BRASIL

Bolsonaro preside hoje reunião de ministros no Palácio da Alvorada

Mais Lidas