Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Arrecadação federal

FGV registra queda de 3% na arrecadação federal em maio

Receitas com o Imposto sobre IPI, que reflete o desempenho da produção, caíram 12,7%

16 JUN 17 - 12h:50Ig

O governo federal arrecadou 3% a menos em maio, se comparado ao volume do mesmo mês de 2016, segundo dados pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Economia, da FGV, Os números constam no Siafi, o sistema que acompanha as contas do governo em tempo real. 

A queda foi influenciada pela forte redução na arrecadação do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL). Os dois tributos sobre os ganhos das empresas recuaram 12,1% e 17%, respectivamente. A expectativa era que esses tributos tivessem um desempenho melhor em maio. As receitas com o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que reflete o desempenho da produção, caíram 12,7%. 

Por outro lado, no caso dos chamados “tributos indiretos”, que refletem mais o comportamento do consumo, as quedas estão menores do que nos últimos meses. As receitas com o PIS e a Cofins se reduziram em 0,4% e 2,1% em maio, respectivamente, uma melhora em relação às quedas superiores a 6% no primeiro trimestre.

Dados do IBGE mostraram que o varejo surpreendeu ao registrar alta significativa em abril, resultado influenciado pela liberação das contas inativas do FGTS, entre outros fatores temporários. 

Segundo os dados do Ibre, quando se avalia somente a arrecadação administrada pela Receita, a queda é de 2,3% em maio. Como a não administrada (que inclui royalties de petróleo) caiu 33,9%, a queda total das receitas federais ficou em 2,9%. Além de indicar que a recuperação continua lenta, o cenário observado em maio aponta que, cada vez mais, a equipe econômica depende das chamadas receitas extraordinárias – aquelas que não se repetem todos os anos e, portanto, são mais incertas – para fechar as contas. Até abril, os ingressos de tributos nos cofres públicos vieram R$ 4 bilhões abaixo do esperado, de acordo com estimativa da Câmara.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Segunda Turma do STF adia julgamento de habeas corpus de Lula
ATÉ AGOSTO

Segunda Turma do STF adia julgamento de habeas corpus de Lula

BRASIL

Ministério da Agricultura divulga registro de 42 agrotóxicos

BRASIL

MP de diz perplexo com devolução de demarcação de terras indígenas à Agricultura

BRASIL

Juiz do Paraná diz que 'brasileiro tem muito direito e pouca obrigação'

Mais Lidas