Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 13h32min

ONU

Excesso de químicos prejudica solos e agricultura em todo o mundo

27 JUN 17 - 14h:01Agência Brasil

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, está chamando a atenção da comunidade internacional para o problema da poluição dos solos, causada principalmente pelo excesso de produtos químicos usados na agricultura. Cerca de um terço dos solos do mundo está degradado devido a problemas de manejo, diz a FAO. As informações são da ONU News.

A agência da ONU organizou recentemente em sua sede em Roma, na Itália, uma conferência sobre o assunto, onde foi ressaltado que dezenas de bilhões de toneladas de solos são perdidas por ano devido a poluição. A FAO explica que o excesso de nitrogênio e traços de chumbo, de mercúrio e de outras substâncias na terra prejudicam o metabolismo das plantações e as colheitas.

Quando esses poluentes entram na cadeia alimentar, existem riscos para a segurança dos alimentos, para fontes de água e para a saúde humana e animal.  A FAO destaca que combater a poluição dos solos é essencial para tratar o problema da mudança climática. Na reunião sobre o assunto, foram propostas iniciativas para facilitar a troca de informações entre especialistas e países, incluindo a criação de uma rede global de laboratórios de solos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CONFLITO

Militares venezuelanos abrem fogo contra opositores perto da fronteira com o Brasil

O ditador Nicolás Maduro ordenou o bloqueio da fronteira entre os dois países
STF manda investigação sobre Onyx para a Justiça Eleitoral do RS
PRIMEIRA INSTÂNCIA

STF manda investigação sobre Onyx para a Justiça Eleitoral do RS

REFORMA PREVIDÊNCIA

Transição torna aposentadoria pelo teto do INSS quase inacessível

STF

Decisão sobre destino de crime ligado a eleição pode atingir eixo da Lava Jato

Essa é uma questão "de vida ou morte" para a investigação

Mais Lidas