Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EXAME NACIONAL

Estudantes se dividem sobre fim da prova de papel no Enem

Estudantes se dividem sobre fim da prova de papel no Enem
09/11/2019 11:00 - ESTADÃO CONTEÚDO


Estudantes ainda se dividem sobre a versão digital do Enem. Matheus Vigari, de 18 anos, já fez a prova como treineiro e presta o exame pela segunda vez para tentar vaga no curso de Direito. "Gosto da ideia, porque a gente fica mais tempo na tela de computador do que com papel. Eu me sinto mais objetivo nas minhas escolhas." Mas vê vantagens no modelo tradicional. "No papel, temos oportunidade de ter um rascunho e grifar o que é importante."

Aluno do 2º ano do ensino médio do Colégio Poliedro, Pedro Bicudo, de 16 anos, faz o Enem pela segunda vez como treineiro e não aprova. "Para uma prova como essa, precisa de muita estrutura e tem pessoas do interior do Brasil que terão de se deslocar até uma sede para fazer", diz o estudante. Para ele, a tecnologia pode interferir na concentração dos candidatos.

O 2º dia do Enem deste ano, ainda no formato impresso, será realizado amanhã (10). As informações são do jornal O Estado de S Paulo.

SEGUNDO DIA DE PROVA

No segundo dia de aplicação, os estudantes terão meia hora a menos, ou seja, cinco horas para resolver todas as questões da prova.

O Enem começou a ser aplicado no último domingo (3), quando os participantes fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação, com o tema “Democratização do acesso junto ao cinema no Brasil”.

O gabarito oficial do Enem será divulgado no dia 13 de novembro. A nota do Exame serve como critério de admissão em universidades públicas do País, seja entrada direta ou por meio do ProUni, Sistema Unificado de Seleção (Sisu) ou Fies. 

Horários de abertura e fechamento dos portões continuam os mesmos. Em Mato Grosso do Sul, portões dos locais de prova serão abertos às 11h e fechados ao meio-dia. Início das provas será às 12h30 e término às 17h30, no horário de MS. Após o fechamento dos portões, não é permitida a entrada de nenhum candidato.

Felpuda


O sumiço de algumas figurinhas carimbadas da política não acontece em virtude da necessidade de isolamento como uma das formas de prevenção à pandemia. Em verdade, seria porque não têm mesmo o que e a quem falar. Com o advento das redes sociais, quem acha que fazer campanha eleitoral continua como na época do “eu prometo” está a um passo de ver o sonho de conquistar mandato se transformar em pesadelo. Pelo jeito, não estão nem conseguindo dormir.